CAPA

Cursos nota 10

Na internet dá pra aprender administração, informática, inglês, música – e ainda fazer pós-graduação e MBA. Conheça as melhores universidades virtuais e matricule-se já!

Por Luana Pavani • Ilustrações Jegue Boy

Preste atenção na palavra e-learning. Ela representa uma revolução no ensino e está cada vez mais forte na internet brasileira, que já abriga milhares (isso mesmo, milhares!) de cursos online. E estamos apenas no começo dessa revolução. Nas universidades públicas e privadas, existem cerca 4000 cursos online aguardando sinal verde do Ministério da Educação (www.mec.gov.br/seed) para ganhar a rede. Com isso, será possível obter um diploma de graduação ou pós-graduação sem sair de casa, estudando pelos sites das universidades. Mas não é preciso esperar até que isso aconteça para aprender online. Muitas faculdades já usam a rede para cursos de extensão, o que garante ao aluno um diferencial no mercado de trabalho. “Apesar do freio colocado pelo governo, o ensino pela internet está crescendo qualitativamente”, afirma Frederic Litto, presidente da Associação Brasileira de Ensino a Distância (www.abed.org.br) e coordenador da Escola do Futuro, da Universidade de São Paulo (www.futuro.usp.br). Segundo Litto, atualmente mais de 200 000 alunos fazem cursos online de extensão universitária. Fora do ambiente acadêmico, há uma série de opções de aperfeiçoamento disponíveis na internet. Elas vão de Certificação em Tecnologia Microsoft até jardinagem, passando por cursos de administração, informática, idiomas e e-business.
No mundo corporativo a oferta de cursos virtuais é ainda maior. As empresas viram no e-learning uma alternativa mais barata, rápida e eficaz de treinamento e estão apostando nela. De acordo com o IDC Brasil (www.idcbrasil.com.br), esse mercado deve movimentar 45 milhões de reais até o final do ano. O instituto calcula que haja mais de cinqüenta fornecedores de soluções de e-learning no Brasil, as chamadas universidades corporativas. Muitos cursos são exclusivos para as empresas, como é o caso dos programas de MBA (Master in Business Administration) da USP e da Fundação Dom Cabral.
Apesar da variedade de ofertas, não há ainda uma metodologia testada e aprovada para o ensino a distância. “É preciso tomar cuidado com a síndrome do e-learning e fugir dos cursos que são meramente uma versão online das apostilas escritas”, diz Carmem Maia, autora do Guia Brasileiro de Educação a Distância (www.guiaead.com.br), e também diretora de ensino interativo da Universidade Anhembi Morumbi, de São Paulo. O guia lista setenta instituições de ensino e suas opções de cursos. Carmem e os especialistas em e-learning fazem coro quando afirmam que a qualidade do ensino pela internet depende da interatividade. “A chave do e-learning é a aprendizagem colaborativa. Na web o aluno tem que interagir com a interface de ensino, com outros alunos, professores e fontes de informação”, afirma Julio de Angeli, diretor do site de ensino de línguas Englishtown.
O principal objetivo dos cursos a distância é permitir o aprendizado de qualquer lugar, a qualquer hora. “Antes a mobilidade estava no aprendiz. Hoje, é o conteúdo que se desloca para atender à necessidade de estudar”, diz Carlos Alberto Júlio, presidente da HSM Education, que oferece cursos online com gurus modernos da administração. Conveniência e flexibilidade são os atrativos para os alunos. “Já estou tão acostumado a fazer meu horário e a usar os recursos interativos que acho difícil sentar de novo numa sala de aula”, diz João Felipe Caldas, analista de marketing que voltou de uma especialização nos Estados Unidos e logo procurou um curso online de inglês para manter o contato com a língua. Alcance é outro aspecto positivo do e-learning. Dos 2000 alunos do site Eschola.com, apenas 30% moram em capitais. Muitos são do interior ou de regiões distantes dos grandes centros urbanos, como Monte Dourado, no Pará, foi dali que José Leomar Vaz, 36 anos, técnico em mineração, concluiu o curso Gerência de Processos Adequada à Nova ISO 9000:2000, do Eschola.com. “Seria oneroso para a empresa cobrir minhas despesas de viagem para fazer um curso de especialização”, diz Vaz. Ele conta que estuda nos fins de semana e de madrugada, sempre tentando cumprir a rotina de aulas a que se propôs, de três vezes por semana.
Disciplina é o requisito básico para ingressar num curso online. “O mecanismo é muito simples e os benefícios são maravilhosos se o aluno souber aproveitar, mantendo uma freqüência semanal. No meu caso, ainda evito o constrangimento de, aos 43 anos, entrar numa sala de aula cheia de adolescentes”, diz Teresa Portela Lanni, tradutora que vive em Paris e cursa o Cultura Inglesa Online. No site da Cultura, o professor pega no pé do aluno para evitar que ele perca a motivação. Os professores monitoram a freqüência da turma, mandam e-mails e muitas vezes usam o telefone para cobrar atividades. “O aluno precisa sentir que existe alguém do outro lado”, diz Roberto Beck, CEO da Cultura Inglesa Online. O professor pode estar bem distante, como é o caso de Cristiane Mesquita, que vive em Londres e de lá coordena o curso online Moda Contemporânea, da Universidade Anhembi Morumbi, já na oitava turma. “A diferença de fuso horário só aparece nos dias de chat, quando me conecto às 2 horas para encontrar meus alunos às 20h no Brasil. No mais, a distância geográfica não interfere no trabalho, pois há também brasileiros no exterior fazendo o curso”, diz Cristiane.

O risco da evasão
Se não houver disciplina por parte de quem aprende, motivação do professor e ferramentas de interatividade, o aluno pode abandonar o curso online. “Se o estudante fica muito solto, desiste logo”, diz Gilberto Mariot, da UVB, consórcio de dez instituições de ensino que prega a necessidade de determinar datas e horários de aulas na internet. A Fundação Getúlio Vargas (FGV), de São Paulo, oferece um programa de especialização executiva de quase um ano de duração na internet, mas faz algumas ressalvas quanto a programas totalmente virtuais. “O relacionamento pessoal num curso para executivos é essencial, principalmente pelo networking, a rede de relacionamentos”, diz Jaci Leite, coordenador do GVNext, curso que mescla aulas presenciais e online simultaneamente em cinco cidades do Brasil. “O e-learning não é para todo tipo de curso”, diz Celso Nikier, presidente da Univir, universidade virtual, criada em 1996. Nikier já colocou o mesmo curso simultaneamente em sala de aula e na internet. Dos oitenta alunos matriculados no curso Introdução à Administração, 25 quiseram fazer online, e só dez chegaram ao fim. Mas suas médias foram 20% mais altas do que as da turma presencial. Conclusão: “Apesar do maior índice de evasão, que chegou a 60%, em comparação 20% no ensino presencial, o e-learning garante maior aproveitamento”, diz Nikier. A PUC-SP, uma das pioneiras em cursos online no Brasil fez uma pesquisa sobre o nível de assiduidade de seus alunos, e viu que a freqüência tende a diminuir a partir da oitava semana de aula. “Em cursos mais longos, a metodologia tem de ser realmente atraente para manter a atenção do aluno”, diz Maristela Guimarães André, coordenadora geral do Cogeae, centro de especialização da PUC-SP. Se você é do tipo disciplinado, tem vontade de experimentar um curso online e quer crescer na carreira, confira, a seguir, nossa seleção de cursos das melhores instituições de ensino a distância do Brasil (e algumas de fora), nas áreas de Gestão, MBA, Acadêmicos, Informática, Idiomas e Hobby. Aproveite e boa aula!

ACADÊMICOS
Quem já cursou uma universidade tem uma série de opções de cursos de extensão à disposição na rede

Unirede
A rede de 68 instituições de ensino superior oferece cursos de extensão, graduação e pós-graduação. Já existem 71 opções, organizadas por área: ciências sociais, agrárias, biológicas, saúde, exatas, humanas, lingüística e Pedagogia. Alguns exemplos de cursos:

Universidade de Brasília (www.ned.unb.br): Introdução Crítica ao Direito (60 horas/aula, 45 reais)
Universidade Federal de Pernambuco (www.virtus.ufpe.br): Mídia Aplicada à Educação (15 horas/aula, 120 reais)
Escola Paulista de Medicina/Unifesp (www.virtual.epm.br): Nutrição em Saúde Pública (4 meses, gratuito)
Universidade Federal de Lavras, por meio do Centro Tecnológico de Informática (www.uflatec.com.br): Informática Aplicada a Bovinocultura (45 horas, 59 reais)
www.unirede.br

Univir
O braço de ensino a distância da UniCarioca já conta com 300 cursos online de curta duração, de 10 a 30 horas. A Univir planeja implantar neste mês um modelo de assinatura, válida por um ano para qualquer curso, inclusive para duas ou mais opções ao mesmo tempo. O preço deve ficar entre 15 e 30 reais. “A idéia é democratizar o acesso aos cursos online”, diz Celso Nikier, diretor-presidente da Univir, que conta com 11 000 alunos pagantes de um total de 65 000 cadastrados. Fora do modelo de assinatura, há diversas opções gratuitas, e outras que variam de 30 a 180 reais por mês, distribuídas em quinze
escolas. O aluno pode escolher entre administração, agronegócios, comércio exterior, comunicação, direito, educação, finanças, informática, letras, m,arketing, meio ambiente, turismo e hotelaria, saúde, seguros e telecomunicações.
www.univir.com.br

UVB
Criada em agosto de 2000, a UVB é um consórcio formado por dez instituições: Universidade Anhembi-Morumbi (SP), Universidade da Amazônia (PA), do Pantanal (MS), do Sul de Santa Catarina (SC), Potiguar (RN), Veiga de Almeida (RJ) e os centros universitários do Triângulo Mineiro (MG), Monte Serrat (SP), Newton Paiva (MG) e Vila Velha (ES). A UVB oferece 21 cursos, entre os quais Marketing Turístico (44 horas, 308 reais), Gerenciamento de Projetos (28 horas, 205 reais) e Sala de Aula Interativa (16 horas, 107 reais). Todos têm dia certo para matrícula, e quem perder fica na fila de espera para a nova turma. Enquanto a UVB aguarda credenciamento no MEC para cursos de graduação, os diplomas são emitido pelas consorciadas, como a Anhembi Morumbi (www.anhembi.br/ei), que oferece pós-graduação online em Moda e Comunicação, com 360 horas/aula divididas em oito módulos. Três disciplinas são obrigatórias e oferecem o embasamento teórico. As optativas podem ser selecionadas de acordo com o interesse do aluno. O curso custa 3000 reais à vista. É possível também cursar módulos independentes de extensão, nos temas Desenho de Moda, Moda Contemporânea e Laboratório de Criação. Dependendo da escolha, a duração é de 45 ou 60 horas, ao custo de 400 ou 500 reais. Entre os recursos estão vídeos de demonstração, canal de chat, fórum e biblioteca virtual. As inscrições estão abertas para alunos formados em comunicação, jornalismo, publicidade, moda ou design. Os estudantes da Anhembi Morumbi têm uma série de atividades online, como aulas de reforço, provas para download (no curso de Marketing) e até DPs (dependências) pela internet. No primeiro semestre, 20% dos alunos com DP por nota optaram pelas aulas online.
www.uvb.com.br

PUC
A Pontifícia Universidade Católica oferece uma série de cursos online em suas unidades de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Rio de Janeiro. A PUC-SP começou a desenvolver programas de ensino virtual nos primórdios da internet, por BBS, com foco em inglês. Hoje o curso está sendo reformulado e ampliado, mas o de espanhol continua funcionando no site (www.cogeae.uol.com.br), com oito semanas de duração ao preço de 223 reais. Também há inscrições abertas para Redação no Vestibular (9 semanas, 250 reais) e Serviço de Orientação Profissional, um curso especial para ensinar o vestibulando a fazer uma boa escolha para sua vida profissional. Este ano estréiam ainda Texto no Contexto Empresarial (8 semanas) e duas opções na área de psicologia, um sobre informática na formação clínica e outro sobre criatividade no mundo virtual. Já a PUC-RJ, por meio do Cead – Coordenação de Educação a Distância (www.cead.puc-rio.br), oferece cursos nos quais a participação em listas de discussão conta pontos para a média final. São três de informática (Data Warehouse; Programação de Computadores com Novas Tecnologias; Nivelamento para Especialização em APGS) e um para bibliotecários (Formato Bibliográfico). Na PUC-Minas (www.virtual.pucminas.br) há mais opções, com diversos programas de aperfeiçoamento, extensão e capacitação, em áreas como direito, gestão e ensino de idiomas. Cada qual com um método diferente e em alguns casos com exigência presencial. Já a PUC-RS (www.ead.pucrs.br) tem um catálogo amplo de cursos por teleconferência, o que significa que o aluno deve se deslocar até um auditório. O resto do tempo ele passa online, consultando o material e trocando informações por e-mail, listas de discussão, chat ou mensagens instantâneas. Entre as opções há um programa de Gestão Empresarial com ênfase em Varejo, com 390 horas, iniciado em setembro e que vai até o meio do ano que vem.

Unicamp
A Escola de Extensão da Universidade Estadual de Campinas oferece mais de 1.000 cursos, três deles online. Todos exigem provas finais presenciais para emissão do certificado. O primeiro é extensão em Bioquímica da Nutrição, com 60 horas, por 205 reais. Já Técnicas para Criação de Cursos por Educação a Distância Mediada por Computador destina-se a professores universitários e tem 48 horas a distância e 12 horas presenciais, sendo que ao final o aluno apresenta um trabalho de conclusão de curso. Custa 900 reais. Ambos estão em andamento, e deve haver novas turmas no ano que vem. O terceiro curso de extensão da Unicamp é realizado em parceria com o Itaú Cultural. Trata-se de Brasil/Brasis: Literatura e Pluralidade Cultural (www.itaucultural.org.br/brasil_brasis_apr/index.htm). Começou em setembro, com 100 alunos, e termina em 31 de outubro. Deve haver nova turma no próximo ano.
www.extecamp.unicamp.br

Fisp
O catálogo de cursos online do Centro de Educação a Distância das Faculdades Integradas de São Paulo é grande. Há várias opções com inscrições abertas nas seguintes disciplinas: Logística, Gestão, Direito, Telecomunicações, Saúde, Tecnologia Educacional, Tecnologia da Informação e Treinamento em Informática. Eles são totalmente online, com tutorias de especialistas e troca de informações por e-mail, listas de discussão e chat. Destaque para Especialização em Logística, com 360 horas, baseado em padrões internacionais, e os módulos de Gestão, com foco em Comércio Eletrônico, Segurança da Informação e Gestão de Sistemas de Informação, todos com início agora em outubro. Os preços variam de 300 a 900 reais.
O curso Gestão em Comércio Eletrônico prepara os alunos para novos empreendimentos de internet. Ensina a elaborar um plano de negócios e a fazer marketing na rede, além da implantação de pagamentos online.
www.cead.fisp.br


INFORMÁTICA
Fique fera em computação e internet sem sair de casa

AprendaLinux
A empresa Conectiva oferece um curso online gratuito para usuários e curiosos sobre o sistema operacional de código aberto Linux. Há três opções de curso, um genérico, Linux Fácil, e outros para instalação das versões Conectiva Linux 6.0 e 7.0. Não há tutor online, nem emissão de certificado.
www.aprendalinux.com.br

eCurso
No ar há dois anos, o site da Ka Solution, empresa de treinamento em informática do grupo Kalunga, atende em média 300 alunos por mês. São sessenta cursos, desde Segurança na Internet para Pais até um programa de Certificação em tecnologia Microsoft, com material oficial da companhia. Esse curso, lançado no mês passado, é uma versão do treinamento dado na sede da empresa, em São Paulo, com 24 horas de aula. No site, o aluno pode completá-lo em até trinta dias, pagando 480 reais (20% mais barato). O diferencial do eCurso é o ambiente de aula, individual, criado com a instalação de um plug-in multimídia. Há narração e demonstrações, como se fosse um CD-ROM. Dúvidas são tiradas por e-mail com o tutor, que tem o compromisso de responder em até 24 horas, segundo Luigi Barroso, coordenador do site.
www.ecurso.com.br

EnsinoWeb
O site de ensino da empresa Ethermidia, de Florianópolis (responsável também pelo site oficial de Gustavo Kürten e pelo Gincana Premiada), conta com aproximadamente trinta cursos em informática, recursos humanos e administração e finanças. Entre as opções gratuitas há Conhecendo Linux 2.0 e Conhecendo Flash 4.
www.ensinoweb.com.br

Senac
O Centro de Educação em Informática do Senac-SP apresenta dez cursos de informática online: Visual Basic 6.0, CorelDraw 10, Lógica de Programação, Word, Excel, Power Point, Access, Flash, Dreamweaver, Fireworks, Photoshop, GoLive e Illustrator. Cada um por 120 reais. No ato da matrícula, o aluno recebe um kit em casa contendo livro e CD-ROM. Em caso de dúvida pode recorrer a uma área restrita do site ou ao tutor, por e-mail. Suas respostas vêm em formato multimídia, com instruções em vídeo e áudio. A senha de acesso é válida por 45 dias. Para receber o certificado de conclusão, é preciso submeter-se a um exame presencial em alguma unidade do Senac-SP, pagando uma taxa extra de 20 reais.
www.sp.senac.br/informatica

TI Master
Trata-se de um portal de desenvolvimento técnico e gerencial para profissionais da tecnologia da informação. Além de notícias do setor e um canal de carreira, o site oferece cerca de vinte cursos para formação técnica em softwares Microsoft e Macromedia, com certificados oficiais. Os preços variam de 282 reais (Flash, 16 horas) a 3600 reais (Windows 2000, com sete módulos e kit com apostilas e CD-ROM). Segundo Andre Kischinevsky, diretor do portal, o professor atende cada aluno em particular por e-mail ou chat privativo e também promove discussões em grupo. Há ainda um curso de HTML, começando com o módulo gratuito T100 e terminando com o completo (T200), a 252 reais, com certificado Infnet, escola de treinamento em informática no mercado desde 1994, que deu origem ao TI Master.
www.timaster.com.br


GESTÃO
Como dar um upgrade na carreira sem perder tempo

EcorpOn
A empresa de educação corporativa online do grupo Escola24Horas (www.escola24h.com.br), que atende 360 escolas no Brasil, oferece alguns cursos para pessoa física (os demais são para empresas). O público-alvo é formado por gerentes e trainees, e os cursos disponíveis são: Português para Quem Tem Pressa, com quatorze módulos (320 reais); e mais cinco opções na área de desenvolvimento gerencial: Administração do Tempo; Motivação e Produtividade; Comunicação; Liderança Renovadora; e Gestão de Conflitos. Cada um custa 80 reais. Além dos recursos de interatividade (e-mail, fóruns, listas de discussão, chats), o site motiva os alunos para a troca de experiências em atividades complementares, em grupo, e também pelo Site Talk, um serviço de mensagem instantânea como o ICQ. O professor de plantão monitora o desempenho dos alunos e oferece exercícios personalizados.
www.ecorpon.com.br

Eschola.com
O site Eschola.com conta com cerca de 2000 alunos. Seu criador, Paulo Milet, matemático com pós em administração pública pela FGV, começou a oferecer treinamento em gestão para empresas em 1983. Hoje, com o site, passou a oferecer cursos abertos a pessoas físicas, que já representam 40% das inscrições. As opções são: Negociações com Criatividade, Liderando Equipes de Alta Performance, Como Manter Clientes Satisfeitos e Fiéis, Medindo a Eficiência e a Eficácia dos Processos, Gerência de Processos – Adequado à Nova ISO 9000:2000, Motivação e Resultados Empresariais, Gerência de Projetos, Qualidade na Comunicação Escrita e Diagnóstico para Excelência em Gestão. O internauta pode experimentar alguns módulos gratuitamente e, depois, terá de pagar entre 100 e 200 reais, de acordo com o item escolhido. A duração média é de 16 horas, e o prazo de conclusão é de sessenta dias a partir da data da inscrição.
www.eschola.com

FGV-Gvnext
A Escola de Administração de Empresas de São Paulo, da Fundação Getúlio Vargas, oferece o GVNext – Curso de Especialização em Negócios para Executivos. A carga horária é de 360 horas, divididas em sessenta aulas por videoconferência, oitenta chats com professores em horários determinados, cinqüenta horas de atividades online e outras sessenta de trabalho em grupo a distância (e-mail, fórum e canais de chat privados). As 110 horas restantes são presenciais, nas cidades de São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Ribeirão Preto e Bauru, com um revezamento de professores. Toda a turma deve se reunir no início e no final do curso na sede da FGV, em São Paulo. O coordenador do curso, professor Jaci Leite, diz que a seleção de alunos é rigorosa. “O elemento-chave do curso é a troca de experiência profissional. Por isso, damos preferência a candidatos com bom histórico escolar e ampla vivência de mercado”, diz. Há dois módulos, com aulas semanais ou quinzenais, que custam, respectivamente, 1764 reais mais onze parcelas de 882 reais; e 1530 reais mais quinze parcelas de 765 reais.
www.fgvsp.br/gvnet

HSM Education
Em julho, a HSM, empresa de treinamento e capacitação executiva há quinze anos no mercado, lançou o programa online HSM Education. São cursos elaborados pelos maiores gurus em administração do mundo, entre eles Philip Kotler, Tom Peters e Ben Shapiro. Segundo o presidente da HSM, Carlos Alberto Júlio, foram investidos 14 milhões de reais no site, que já conta com 239 cursos contratados por pessoas físicas e 17 000 por empresas. O HSM Education oferece inicialmente dez módulos e promete uma nova opção por mês. O aluno recebe uma senha, com a qual abre a página de estudos, que contém apostila pronta para imprimir (em PDF), atividades, glossário, área de perguntas e respostas (FAQ), fórum para discussão com outros alunos e um canal de comunicação com o tutor. O guru não responde diretamente, mas por intermédio de um profissional especialmente treinado por ele. A média de duração de cada curso é de 3 horas, e, ao final, o aluno passa por uma avaliação e recebe um certificado da HSM. Cada curso custa 400 reais, mas há descontos progressivos para quem contrata pacotes de três, cinco ou dez módulos.
www.hsmeducation.com.br

Fundação Vanzolini
Vinculada ao departamento de Engenharia de Produção da Escola Politécnica da USP, a fundação oferece diversos cursos a distância, que incluem recursos de teleconferência. Há duas opções totalmente online: Formação de Empreendedores – Desenvolvendo um Plano de Negócios e Atualização a Distância em Gestão de Operações. São desenvolvidos e ministrados por professores do tradicional Curso de Especialização em Administração Industrial, oferecido pela Fundação Vanzolini há mais de vinte anos. A versão online possui quatro disciplinas avulsas (Planejamento, Programação e Controle da Produção; Administração de Projetos; Organização e Motivação para Produtividade; e Planeja-mento e Organização da Qualidade), cada uma com duração de nove a doze semanas, ao custo de 600 reais. A prova final é presencial, na sede da fundação, em São Paulo.
www.vanzolini-ead.org.br

PortalSIM
No mês passado, estreou o portal de desenvolvimento profissional da empresa SIM Incentive Marketing em parceria com a ANKH Leadership. Há quinze opções de cursos, entre os quais: Aprender a Mudar, Criatividade, Conhecer a Si Mesmo, Gestão do Tempo, PNL (Programação Neurolinguística), e Resolvendo Problemas. Durante os cursos, o aluno tem testes, relatórios de progresso, um programa de estudos personalizado e uma série de trechos de áudio antiestresse, o Meditação Online. Para participar, é preciso fazer uma assinatura anual no valor de 125 reais.
www.portalsim.com.br

Senac
Que tal uma pós-graduação em e-business? No Senac tem, e é totalmente online, exceto a prova final. O curso de e-Business da Fa-culdade Senac de Ciências Exatas e Tecnologia tem duração de vinte meses e destina-se a profissionais de tecnologia. As inscrições estão abertas para a turma de janeiro de 2002. Além dos vinte módulos obrigatórios (790 horas), o aluno pode escolher matérias opcionais (pagando uma taxa extra) sobre e-retailing, e-banking ou e-learning. Custa 4 900 reais (2 770 reais menos que a versão presencial) e pode ser dividido em quinze parcelas.
www.ead.sp.senac.br/ebusiness

Senai
O Senai oferece alguns cursos de gestão, com material didático que une apostila impressa e demonstrações e exercícios pela internet. Os cursos Comunicação Empresarial e Metodologia e Análise de Resolução provavelmente terão novas turmas em outubro. No Senai do Rio de Janeiro (www.firjan.org.br/educadist) há duas opções online: Plano de Negócios (650 reais) e Internet para Gestão Empresarial (590 reais). Outro bom endereço é o do Centro Senai de Formação de Formadores (www.senaiformadores.com.br), dedicado à formação e aperfeiçoamento de professores para o ensino médio.
www.senai.br

MBA
Ter um MBA, a superespecialização em administração de empresas, é um investimento caro, mas transforma a carreira

Capella
A Capella é uma universidade virtual americana com 400 cursos, oito deles MBA. É possível optar entre o geral ou os especializados em e-business, finanças, tecnologia da informação, liderança, marketing, internacional ou para empreendedores. Cada curso custa cerca de 20 000 dólares.
www.capellauniversity.edu

Duke Global Executive
O MBA da Duke University é considerado o oitavo melhor dos Estados Unidos, de acordo com o ranking da U.S.News. Metade dele pode ser feito online, no módulo Global Executive. A outra parte é composta de semanas intensivas de estudos, cada uma num país diferente. O programa leva dezenove meses e está com inscrições abertas para maio de 2002. O preço é bem salgado, quase proibitivo para a maioria: 95500 dólares, incluindo alojamento e refeições durante os cinco encontros presenciais (a passagem é por conta do aluno). Há ainda uma taxa extra de 3500 dólares para uso de um notebook, programas específicos e suporte técnico da universidade. Muitas empresas brasileiras ajudam seus funcionários a pagar os custos de um MBA, pois elas só têm a lucrar com isso. E a opção pela Duke University online tem sido grande.
www.fuqua.duke.edu

Phoenix Online
A Universidade de Phoenix oferece programas de MBA totalmente online, com opção de especialização em contabilidade, e-business, internacional, saúde e tecnologia. O aluno deve completar 46 créditos, comprovar que está empregado e, no caso de estrangeiros, apresentar certificado Toefl do idioma inglês. Custa cerca de 23000 dólares. A Phoenix é uma escola privada, fundada em 1976 e com mais de 9500 alunos. Só online são cerca de 2500 alunos.
www.phoenix.edu


IDIOMAS
Amplie seu vocabulário de inglês para além de modem, site, mouse, home page

Cultura Inglesa Online
Pioneira no ensino de inglês pela internet no Brasil, a Cultura oferece cursos online até cinco vezes mais baratos do que os presenciais, ministrados em 38 cidades brasileiras. O aluno virtual tem recursos como chat com suporte a voz, cinco dicionários online, professor disponível o tempo todo, fórum, jogos e até lições via Palm. O site conta com 5000 alunos virtuais e outros 70 000 da rede presencial, que usam as atividades online como complemento ao conteúdo dado em classe. Está em estudo o suporte a webcams para comunicação entre aluno e professor. No site há 23 opções de cursos, desde regulares até preparatórios para exames, como o Toefl, passando por específicos para negócios e viagens. Cada módulo dura, em média, 30 horas. Os preços variam de 128 a 220 reais.
www.culturainglesaonline.com

Englishtown
Com 10.000 alunos no país, o Englishtown do Brasil é o segundo curso da rede EF, empresa mãe dessa escola virtual que já conta com 2 milhões de usuários (incluindo os de aulas grátis) em 120 países. O site oferece diversos tipos de cursos, em seis níveis de dificuldade. Há opções para quem vai viajar, para executivos (neste caso, com material da Harvard Business School) e específicos para determinados tipos de indústria. Todos com certificado da universidade americana Suffolk. O preço é único, 69 reais por mês, e dá direito a uma assinatura de qualquer curso (mas é possivel mudar de módulo a qualquer hora). O diferencial é o chat voice, um canal de bate-papo no qual pessoas do mundo todo conversam em inglês, a qualquer hora do dia ou da noite. “É o tipo de coisa que não existe na escola tradicional de idioma”, diz João Felipe Caldas, 23 anos, aluno do site há seis meses, desde que voltou de um curso de marketing nos Estados Unidos.
www.englishtown.com.br


GlobalEnglish
A empresa americana fundada por ex-executivos de produtoras de software educacional tem feito uma série de acordos corporativos no Brasil. Para pessoa física, oferece sete módulos de inglês geral, mais onze com foco em negócios, além de testes preparatórios para os exames Toeic e Toefl. Cada curso tem cerca de 50 horas e custa 40 dólares. Entre os recursos multimídia destacam-se reconhecimento de voz para avaliação da pronúncia, testes com resposta imediata, professor disponível o tempo todo, chat de voz, dicionários e tradutor online.
www.globalenglish.com

House of English
O braço de ensino a distância do Yázigi Internexus está há um ano no ar e conta com 55000 usuários cadastrados, 3120 deles pagantes. O diferencial são os cursos híbridos das linhas Plus, Business e Express, com metade online e metade em sala de aula. Na parte online há atividades individuais e exercícios; na presencial, só conversação. “Esse modelo reúne o melhor dos dois mundos: estudo individual e treino de conversação em grupo”, diz Alcides Soares, CEO do House of English. Ele conta que a idéia partiu de uma pesquisa realizada com os aos alunos. Na linha General, que vai do iniciante ao avançado, o curso é totalmente online, sem suporte a voz, ao custo de 120 reais por módulo. O forte do site são as animações em Shockwave e Flash, e joguinhos, como forca e palavras cruzadas. No site os alunos discutem temas atuais com os professores e colegas, como privacidade na internet, avanços da medicina e estilo de vida.
www.houseofenglish.com.br

Parlo
Além de cursos tradicionais de francês, espanhol, italiano e inglês, que vão do básico ao avançado, essa escola virtual de idiomas apresenta opções temáticas, como Francês para Apreciadores de Vinhos e Boa Mesa, com o vocabulário básico para se virar em restaurantes. Há também módulos especiais para viajantes. Os preços vão de 39 a 69 dólares mensais. Para quem não tem tempo nem de fazer uma aula virtual, o site oferece as e-lessons, aulas enviadas por e-mail que ensinam pronúncia (por meio de gravações), gramática e vocabulário. O conteúdo é progressivo, ou seja, vai se tornando mais complexo a cada lição. O custo é de 6 dólares por mês ou 29 dólares o semestre.
www.parlo.com.br

Alumni
A tradicional escola de idiomas Alumni oferece três cursos online: Inglês Geral, Inglês Comercial e Inglês Acadêmico. O primeiro tem como base leitura e redação e é voltado para alunos com conhecimento básico da língua. Os programas têm datas de início e fim predefinidas. Os próximos cursos acontecem de 18 de outubro a 20 de dezembro (as matrículas vão de 4 a 18 deste mês). Eles custam 618 reais, valor que pode ser dividido em três parcelas.
www.alumni.org.br


HOBBY
Aproveite o tempo livre para aprender sobre vinhos, jardinagem e música

Garden
O site oferece cursos de jardinagem e pomar doméstico. Cristiane Gurgel, diretora do site, conta que a idéia partiu dos próprios visitantes do site. Ela uniu-se então ao paisagista Rodolfo Geiser, um dos fundadores da Sociedade Brasileira de Paisagismo, e criou um programa com 26 aulas, que pode ser concluído em três ou seis meses, de acordo com o plano escolhido. Há fórum, chat, testes online e aulas práticas, chamadas “lição de experiência”. Depois de concluí-las, os alunos trocam mensagens com os colegas e o tutor online. A primeira turma, em agosto, teve 32 alunos, e o site promete abrir novas classes a cada mês. O preço é de 500 reais à vista. Outra opção é o curso de pomar doméstico, que estreou no dia 1o de outubro. São duas aulas por semana, com os mesmos recursos, ao custo de 96 reais. Apesar da data de início, o aluno pode entrar a qualquer momento e cumprir as lições anteriores.
www.garden.com.br

Via del Vino
Se você quer entender melhor de vinhos, os cursos online do site Via delVino podem ajudar. A primeira opção é gratuita, por e-mail, com aulas a cada quinze dias sobre os princípios da fabricação da bebida e degustação. São textos ilustrados por fotos, com link para um fórum de discussão entre os 7000 participantes. Já a versão paga, a Confraria del Vino, oferece mais interatividade. O confrade cadastrado recebe em casa duas garrafas de vinho, um nacional e outro importado, ao preço de 55 reais por mês, sem custo adicional de frete. “Sai mais barato do que o valor das garrafas separadamente”, diz Marco Antônio Righi, diretor do site. O aluno entra numa área restrita do site e preenche a ficha de degustação. Depois, compara seus comentários com os do enólogo principal, que deixa seu parecer online. A equipe do site publica a média da avaliação dos 360 participantes e a apresenta junto ao vinho em exposição na loja virtual. Os confrades também participam de gincanas online (adivinhe qual o prêmio?) e têm acesso a uma área de gastronomia, com receitas e indicação de restaurantes no Brasil e no mundo com boas cartas de vinho.
www.viadelvino.com.br

MVHP
Violão, guitarra, cavaquinho, bateria, canto e teclado compõem o menu de cursos online do site MV Portal de Cifras. Por enquanto, as aulas de introdução ao instrumento são gratuitas, em forma de apostila online, com figuras e MP3 de demonstração, além de ferramentas de apoio para download (link Utilidades), como afinador eletrônico e sugestões de batidas. Dúvidas são tiradas por e-mail. Cada professor acrescenta dois novos capítulos a cada quinze dias. O diretor do site, Marcus Vinicius Jacobson, professor da turma de violão, promete para breve aulas de baixo.
www.mvhp.com.br


UNIVERSIDADE VIRTUAL
Cursos de graduação credenciados pelo MEC

Há ainda poucos cursos online universitários certificados pelo Ministério da Educação. Isso porque o programa de educação à distância do MEC visa, num primeiro momento, a formação de professores. Enquanto isso, o site do ministério coleta pedidos de credenciamento de cursos de graduação universitária. Até o momento, dos milhares de inscritos, os seguintes foram aprovados:

Bacharelado e Licenciatura em Matemática - Universidade Federal do Pará
www.ufpa.br

Licenciatura em Biologia, Física, Matemática e Química - Universidade Federal do Ceará
www.ufc.br

Licenciatura em Educação Básica - Universidade Federal do Mato Grosso
www.nead.ufmt.br

Licenciatura em Pedagogia - Universidade Federal do Paraná
www.nead.ufpr.br

Licenciatura em Pedagogia - Universidade Estadual de Santa Catarina
virtual.udesc.br

Pós-graduação lato sensu em Direito Civil e Direito Penal - Universidade Braz Cubas, de Mogi Mirim-SP
www.brazcubas.br

Pós-graduação lato sensu em Didática e Metodologia de Ensino e Aprendizagem, nas opções Língua Portuguesa, Matemática, Geografia
ou PsicoPedagogia - Faculdade de Educação São Luís, de Jaboticabal-SP
www.saoluis.br

QUER SABER MAIS?

Outras opções de cursos online podem ser consultadas no site da Associação Brasileira de Ensino a Distância (www.abed.org.br/cursosonline.htm), na seção Biblioteca. O livro Guia Brasileiro de Educação a Distância (www.guiaead.com.br), à venda online, é outra boa fonte de consulta. Já o site Central de Cursos (www.centraldecursos.com.br) apresenta opções online e offline em todo o Brasil.

  Luana Pavani

luana.pavani@abril.com.br  

Revista Web Numero 25 outubro de 2001