Notícias e reportagens

Seu inglês em xeque

Ilustração: Attílio

Antes de sair por aí dizendo que é fluente no idioma, faça um exame para avaliar sua perfomance

Ninguém mais tem dúvidas de que falar inglês é importante. O idioma, que até há pouco tempo estava ligado apenas ao status profissional, agora ocupa também destaque como complemento dos estudos. Segundo Lynn Mário de Souza, pesquisador do departamento de Letras da Universidade de São Paulo (USP), aqui mesmo no Brasil existem faculdades que realizam exame de selação com provas de inglês antes da matrícula dos alunos em cursos de mestrado e doutorado.

Sem papo furado
E você domina mesmo a língua? Ou, caso precisasse conversar, participar de um debate ou ler uma pesquisa científica se enrolaria?
São famosos os casos em que as pessoas dizem ter inglês fluente e, na hora dos exames principalmente o oral, provam o contrário. Até os executivos padecem da deficiência de não saber falar a língua. Pelo menos, metade não tem inglês fluente.
Existem três níveis em que é possível avaliar o grau de domínio de inglês. Veja qual é o seu caso.
• Básico — Num país de língua inglesa você conseguiria fazer compras, pegar um táxi ou ônibus. Também seria capaz de chegar ao hotel e trocar algumas palavras com um nativo. Por outro lado dificilmente entenderia um artigo do jornal local. Isso porque você possui vocabulário restrito e só compreende o que é falado bem devagar. É o típico: “Não morro de fome nem durmo na rua”.
• Intermediário — Você é capaz de ler um livro com linguagem simples e entender o conteúdo geral de um artigo de jornal ou revista. Consegue discutir um assunto de interesse geral, fazer uma apresentação formal e assistir a um filme com nível satisfatório de compreensão. Mas ainda comete erros e seu vocabulário é restrito — repete muitas palavras.
• Fluente — Não há nenhum problema para manter um diálogo em inglês com pessoas que mal conhece, expressar suas opiniões, participar de uma reunião de negócios e comparar idéias. Você é capaz até de traduzir um texto do português para o inglês.

Veja aqui as provas mais badaladas e os conselhos das grantes escolas para se dar bem nos testes


 
 04.12.2001Fonte: Tudo online - www.abril.com.br