Terceiro setor ganha até cursos específicos em universidades


Agência Estado

Há mais de 250 mil organizações no Brasil voltadas ao terceiro setor, empregando 1,5 milhão de pessoas, segundo dados da Rede de Informações do Terceiro Setor (RITS). O interessante é que executivos interessados em desenvolver e gerenciar ações de responsabilidade social já têm diversas opções de especialização na área.

Encerra-se hoje o prazo de inscrição para o MBA da Universidade de São Paulo, desenvolvido pelo Centro de Empreendedorismo Social e Administração em Terceiro Setor (Ceats), dentro do Programa de Educação Continuada em Administração para Executivos da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da USP.

O MBA em Gestão e Empreendedorismo Social é resultado de uma parceria do Ceats com a Harvard Business School. Assim, a escola participa da rede de conhecimento SEKN (Social Enterprise Knowledge Network), que integra universidades latino-americanas.

A USP entra com os estudos de caso e a Harvard com o acesso a seu acervo, um dos mais respeitados em gestão executiva do mundo. A primeira turma começa em março, misturando executivos das iniciativas pública e privada, bem como os que já atuam no terceiro setor.

O programa dura um ano, com 400 horas/aula e 100 horas de estudo, pesquisa e elaboração do trabalho de conclusão, chamado “projeto de transformação social”. O preço é R$ 22.900,00.

Outra opção de pós-graduação lato sensu é a do Mackenzie em Gestão de Organizações do Terceiro Setor, com duração de três semestres (360 horas) e valor total de R$ 9.900, pago em 18 vezes de R$ 550. Dentre as disciplinas há balanço social, aspectos contábeis e legais de organizações do terceiro setor. Há cursos de especialização de curta duração.
Fonte: Agencia Estado. www.estado.com.br  janeiro de 2003