Web oferece cursos de qualidade a custo zero
Instituições como MIT, USP, Unifesp e outras permitem acesso público a acervo bastante rico
KÁTIA ARIMA

 

Nada menos do que 57 ganhadores de prêmios Nobel passaram pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT), nos Estados Unidos. Apesar da aura, o centro de ensino e pesquisa está mais popular que nunca: o conteúdo de seus cursos pode ser acessado por qualquer internauta, sem custos.

 

Os brasileiros estão aproveitando bem a oferta do rico material e são o quarto grupo, por país, que mais visita o site. O número de visitantes do País tende a crescer, já que o OpenwareCourse, site que abriga o conteúdo de 500 cursos do MIT, está sendo traduzido ao português. Alguns cursos já podem ser acessado no site Universia www.ocw.universia.

 

O estudante da Universidade Federal do Ceará Robertson Freitas visita com freqüência o OCW. Já utilizou o material disponível para ajudar nos seus estudos. "É um conteúdo muito atraente, produzido por uma instituição de ponta, que cria as novas tecnologias", disse.

 

No meio de toda tranqueira da internet, o engenheiro mecânico Dany Henrique de Oliveira sempre encontra material de qualidade para ajudar em seu trabalho. No OCW, fez o download de um texto sobre mecânica de fluidos.

 

Outra fonte que considera de confiança é o site da Nasa. "Aprendi muito sobre motores e combustão lá", afirmou.

 

O engenheiro Leonardo Pereira ficou entusiasmado quando assistiu ao vídeo de uma aula de álgebra linear, do OCW. Mestrando da Universidade de São Paulo (USP), Pereira defende que todo conhecimento produzido nas universidades deve ficar disponível para a sociedade. "Outro dia, tentei pegar na internet um material de outra área da faculdade, mas precisava de uma senha", reclama.

 

Parte das universidades públicas brasileiras já oferece um pouco de seu conhecimento na internet, como algumas teses, mas falta organização coletiva.

 

Uma iniciativa interessante é a Biblioteca Digital de Teses e Dissertações, do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict), do Ministério da Ciência e Tecnologia. Trabalhos de três universidades brasileiras podem ser pesquisados no site (http://www.ibict.br). www.ibict.br