com Juvenal Savian Filho

A teologia é compreendida como a ciência que se ocupa de Deus, de sua natureza e seus atributos e de suas relações com o homem e com o Universo e com a divindade. No caso do Cristianismo, é um patrimônio teórico e filosófico que remonta há mais de 2000 anos com o intuito de aprofundar o sentido da fé em Jesus Cristo e elaborar formas de pensamento que exprimam os conteúdos e o dinamismo dessa crença. O curso pretende estudar os elementos básicos da teologia cristã – mistérios e experiências apenas elucidados por meio da fé, mas não passíveis de explicação racional – evidenciando seus fundamentos, seus processos de formulação e seu sentido até os dias atuais.

Ouça aqui Juvenal Savian Filho apresentando o curso.
ENCONTROS
O ato de fé e as expressões teológicas. Experiência e Bíblia
24/jan, das 20h às 22h
A ressurreição de Cristo como fundamento da fé cristã
26/jan, das 20h às 22h
Pai, Filho e Espírito Santo: o mistério da Trindade
31/jan, das 20h às 22h
Jesus Cristo, Homem-Deus
2/fev, das 20h às 22h
A ética cristã
7/fev, das 20h às 22h
O destino pós-morte
9/fev, das 20h às 22h
INFORMAÇÕES

Duração: 6 encontros
Dias: Terças e quintas-feiras, das 20h às 22h
Encontros: 24/1, 26/1, 31/1, 2/2, 7/2 e 9/2
Local: Casa do Saber Jardins / Mario Ferraz
Preço: R$ 230 na inscrição + 2 parcelas de R$ 230

SOBRE O PROFESSOR
Juvenal Savian Filho
é doutor em Filosofia pela USP, sob orientação da filósofa Marilena Chaui, e professor da Universidade Federal de São Paulo.



com Rodrigo Petronio

Para entender os caminhos da escrita criativa, é preciso entender como os grandes escritores utilizam a linguagem e quais recursos empregam para obter os efeitos desejados. Para tanto, é preciso fazer uma leitura atenta, que desperte a sensibilidade do leitor, a chamada “close reading”. A técnica é complementar aos programas de Escrita Criativa da Harvard University e permite ao aluno identificar o acabamento literário e os procedimentos utilizados por alguns autores e, desse modo, desenvolver a sua própria linguagem na prática do texto.

O curso consiste, portanto, em um misto de Oficina de Leitura e Oficina de Escrita Criativa. Desse modo, pretende demonstrar como funciona a carpintaria dos textos literários, quais os meios utilizados pelos autores para atingir determinados fins e causar efeitos específicos nos leitores, sejam eles no campo da ficção ou da não-ficção. Também pretende apontar os principais vícios, cacoetes, redundâncias, erros, deslizes e equívocos de linguagem.

Em termos práticos, o curso se apoia em obras e autores selecionados como referência. Porém, todo o seu conteúdo teórico visa à produção de textos próprios, que serão comentados e avaliados. O curso Ler Como Escritor se destina não só àqueles que queiram desenvolver uma carreira de escritor profissionalmente, mas a todos os interessados em apurar as técnicas da escrita.

ENCONTROS
A técnica do close reading e a Escrita Criativa
30/jan, das 20h às 22h
Leitura e Criação: Forma
1/fev, das 20h às 22h
Leitura e Criação: Estilo
6/fev, das 20h às 22h
Leitura e Criação: Invenção
8/fev, das 20h às 22h
Leitura e Criação: Enredo
13/fev, das 20h às 22h
Leitura e Criação: Mundo
15/fev, das 20h às 22h
INFORMAÇÕES

Duração: 6 encontros
Dias: Segundas e quartas-feiras, das 20h às 22h
Encontros: 30/1, 1/2, 6/2, 8/2, 13/2 e 15/2
Local: Casa do Saber Jardins / Mario Ferraz
Preço: R$ 230 na inscrição + 2 parcelas de R$ 230

SOBRE O PROFESSOR
Rodrigo Petronio
é editor, escritor e professor, formado em Letras Clássicas e Vernáculas pela USP. Autor dos livros “História Natural” (poemas, 2000), “Transversal do Tempo” (ensaios, 2002), “Assinatura do Sol” (poemas, Lisboa, 2005) e “Pedra de Luz” (poemas, Girafa, 2005), indicado ao Jabuti em 2006. Trabalha no mercado editorial há quinze anos. Organizou as “Obras Completas” do filósofo brasileiro Vicente Ferreira da Silva em três tomos e o livro “Animal Olhar” (Escrituras, 2005), primeira antologia do poeta português António Ramos Rosa publicada no Brasil. Foi congratulado com o Prêmio Nacional ALB/Braskem de 2007, com a obra “Venho de um País Selvagem”, publicada em abril de 2009 pela Topbooks, e que também foi contemplada com o Prêmio da Fundação Biblioteca Nacional.