com Jaime Spitzcovsky

As transformações que remodelam o cenário global econômico, político e social podem ser medidas por meio de seu impacto em um importante personagem: a classe média. Países emergentes, como China, Índia, Brasil e Rússia, protagonizam reformas responsáveis por incluir parcelas significativas de sua enorme população no processo de consumo, criando novas classes médias. O que elas consomem? Quais suas aspirações políticas? Já as crises norte-americana e europeia golpeiam classes médias, com perda de capacidade de consumo e de benefícios sociais. Na Primavera Árabe, a classe média desempenha importante papel. E em outros pontos do planeta, qual o papel político e social dessa importante fatia da população?

ENCONTROS
A China
15/mar, das 19h30 às 21h30
A Índia
22/mar, das 19h30 às 21h30
O Brasil
29/mar, das 19h30 às 21h30
A Rússia
5/abr, das 19h30 às 21h30
Europa e Estados Unidos
12/abr, das 19h30 às 21h30
A Primavera Árabe e a África
19/abr, das 19h30 às 21h30
INFORMAÇÕES

Duração: 6 encontros
Dias: Quintas-feiras, das 19h30 às 21h30
Encontros: 15/3, 22/3, 29/3, 5/4, 12/4 e 19/4
Local: Casa do Saber Shopping Cidade Jardim
Preço: R$ 230 na inscrição + 2 parcelas de R$ 230,00

SOBRE O PROFESSOR
Jaime Spitzcovsky
é jornalista, foi correspondente da “Folha de S. Paulo” em Moscou e em Pequim; fez coberturas jornalísticas em mais de 40 países, com destaque para regiões como Oriente Médio, ex-União Soviética e Extremo Oriente. Integra o Grupo de Acompanhamento da Conjuntura Internacional (Gacint) da USP.


com Paulo Von Poser

Este curso propõe práticas de desenho individuais e coletivas, usando cadernetas como suporte básico de criação. O desenho é uma linguagem aberta e direta e, assim como a escrita - que também é desenho -, pode revelar e condensar fontes e ideias, as mais profundas inspirações cotidianas. Numa atitude de experimentação de materiais, registro e documentação do processo criativo, todos podem desenhar de alguma forma e, com esta prática diária, ganhar mais liberdade e confiança. Partindo de propostas de desenho livre, desenho cego, de observação, de colagens, de cópias e até de jogos gráficos dados em aula, cada participante descobrirá novas possibilidades e caminhos de desenvolvimento pessoal. O curso também apresentará exemplos e repertórios de artis tas e outros profissionais que usam o "caderno diário" como recurso e suporte.

ENCONTROS
Apresentação - O caderno como suporte de registro diário. O gesto, o risco, o rabisco, a linha do tempo: o percurso criativo. O movimento e o som - desenho livre e poesia. A letra e a escrita como desenho
19/mar, das 19h às 22h
Troca de experiências e produções individuais. Copiar / colar: da transparência à projeção. Papéis variados, lápis e afins
26/mar, das 19h às 22h
O espelho do rosto – o retrato – mãos e faces, desenho cego, a luz e a sombra - branco no preto, o recorte. A tatuagem. A Musa
2/abr, das 19h às 22h
Uma abordagem coletiva – ser muitos: o desenho do outro, jogos gráficos e o jogo da memória – desenhos e sonhos
9/abr, das 19h às 22h
O corpo – desenho de observação, desenho e movimento – o corpo elétrico
16/abr, das 19h às 22h
Cartografias, mapas e roteiros urbanos: a cidade como fonte de pesquisa – espaços públicos de criação
23/abr, das 19h às 22h
INFORMAÇÕES

Duração: 6 encontros
Dias: Segundas-feiras, das 19h às 22h
Encontros: 19/3, 26/3, 2/4, 9/4, 16/4 e 23/4
Local: Casa do Saber Jardins / Mario Ferraz
Preço: R$ 230 na inscrição + 2 parcelas de R$ 230,00

SOBRE O PROFESSOR
Paulo Von Poser
é artista plástico.