PIONEIRO DA DISCIPLINA DE RELAÇÕES PUBLICAS

A Universidade de São Paulo foi a primeira instituição a criar no Brasil um curso superior de Relações Publicas (1966). Antes, registrava-se no pais atividades de extensão universitária (FGV-RJ) ou de treinamento profissional
(IDORT). O
responsável pela implantação do Curso de Relações Publicas da Escola de Comunicações Culturais da USP (hoje denominada Escola de Comunicações e Artes) foi o Prof. Cândido Teobaldo de Souza Andrade,
fundador da
Associação Brasileira de Relações Publicas e autor do primeiro manual brasileiro de estudos sobre a disciplina.

Primeiro doutor e livre-docente na área, o Prof. Souza Andrade formou a nova geração de mestres e doutores que lidera o campo acadêmico das Relações Publicas em todo o pais. Ao completar 80 anos, no dia 1 de julho, ele
recebeu o titulo de Professor Emerito da ECA-USP, concedido pela
Congregação
da escola, por iniciativa do seu atual diretor, Prof. Dr. Tupa Gomes Correa.

Registre-se que Candido Teobaldo pertenceu ao Grupo Comunicacional de São Bernardo, integrando o corpo docente fundador do Curso de pós-graduação em Comunicação Social da UMESP, no final dos anos 70. Por isso, ele também foi homenageado pela UMESP, com a inclusão do ensaio de sua autoria "Relações Publicas Governamentais: aspectos históricos" na antologia "Pensamento Comunicacional Brasileiro: o Grupo de São Bernardo" (UMESP, 1999), organizada por Jose Marques de Melo e Samantha Castelo Branco.

Jornal Brasileiro de Ciências da Comunicação Ano 1, N. 42 – São Paulo, Brasil – 04 de julho 1999.