H-LINE É A NOVA AQUISIÇÃO DA WPP

A WPP fechou contrato para comprar uma  empresa de relações públicas na China. O negócio faz com que o grupo britânico seja a primeira empresa estrangeira a fazer uma aquisição desde que a China entrou para a Organização Mundial do Comércio (OMC). O acordo foi assinado entre a Ogilvy e a H-Line Public Relations e deve resultar na maior empresa de Relações Públicas  do país.

No ano passado a H-Line, que conta com um quadro de 80 funcionários, faturou US$ 2,9  milhões. A nova empresa que se chamará H-Line Ogilvy Communications terá cerca de 130 empregados e será dirigida por Henry Huang, oriundo da empresa chinesa. A H-Line conta com três escritórios na China.

O mercado chinês de Relações Públicas  é estimado em US$ 240 milhões por ano e a entrada da China na OMC tem gerado novas demandas. Empresas chinesas querem ter uma melhor assessoria no exterior, enquanto as multinacionais que atuam na China pretendem reforçar seus laços com a comunidade local.    

Onda de fusões à vista

Do lado das agências, há uma tendência de aliança entre empresas chinesas e de países ocidentais. Os chineses procuram aumentar seu “know-how” com as técnicas desenvolvidas pelos    ocidentais, enquanto as empresas do Ocidente querem aumentar o conhecimento de como vender seus serviços no mercado chinês.

A diretora da operações chinesas da rival Ogilvy, Burson Marsteller, Susan Tomsett, prevê que outras empresas ocidentais tentem comprar agências de Relações Públicas chinesas.

De acordo com a Associação Internacional Chinesa de Relações Públicas, agências locais obtiveram um crescimento de 40% em 2001, o dobro da taxa de crescimento obtida por empresas de outros países.

Fonte: Gazeta Mercantil – Mídia & Marketing - pg. C-8 – 11.6.2002.