Máquina da Notícia ganha

Prêmio Aberje São Paulo 2002

Agência conquista sua quarta premiação com o

 Case “Fiesp – Tempos Modernos na Torre da Paulista”.

 

O prêmio Aberje SP 2002, o “Oscar” das empresas de comunicação empresarial no Brasil, foi  conferido para a Máquina da Notícia na categoria assessoria de imprensa, com o case “Fiesp – Tempos Modernos na Torre da Paulista”. É a quarta premiação da agência, que conquistou, anteriormente, dois prêmios Aberje com o case “Telefônica, a Virada”, e um terceiro com a publicação “Siamo Tutti Oriundi”, realizada para a Parmalat.

 

O case parte do diagnóstico de que havia um descompasso entre o trabalho realizado pela Fiesp e a imagem da entidade percebida pela sociedade. Foi, então, elaborado um plano para detalhar os avanços e benefícios propostos pela instituição. A Fiesp reforçou sua comunicação como entidade moderna e propositiva, inserida nas discussões de temas políticos e macroeconômicos, em sintonia com a nova economia. 

 

Para operacionalizar esse plano, a Máquina montou um birô de trabalho na sede da entidade, com jornalistas atuando para mostrar os estudos, as pesquisas e as propostas elaboradas pela Fiesp, com participação ativa da presidência da instituição. A ação aumentou a visibilidade da Fiesp e contribuiu para o fortalecimento da representatividade política da entidade.

 

Fazem parte da equipe da Máquina da Notícia que atende à Fiesp os jornalistas Carlos Eduardo Alves, Ieda Maria Passos da Silva, Álvaro Penachioni, Filipe de Albuquerque Rufino da Silva e Camila Gouvêa Manfredini. A direção de atendimento é de Inês Castelo, que, juntamente com Gleise Fortes Santa Clara e Leia Rabello Alves, fez parte da primeira equipe de jornalistas da Máquina da Notícia com atuação na Fiesp. O núcleo da assessoria de imprensa é ainda reforçado por Silvani Rodovalho e Marco Antonio da Silva, que fazem parte do corpo de funcionários da própria Fiesp.