IN PRESS VAI INTERMEDIAR RELAÇÕES ENTRE

O GOVERNO E O SETOR PRIVADO

A In Press Porter Novelli, uma das maiores empresas de relações públicas (RP) do país, saiu na frente em uma nova tendência que deve mexer com o setor nos próximos anos. Será anunciado hoje em São Paulo, com palestra do presidente do PT, José Genoíno, o lançamento da In Press Public Affairs.

A nova empresa tem como foco assessorar as relações entre o setor privado e as diversas esferas governamentais, trabalhando para ambos os lados. O comando da operação está a cargo de Luiz Lanzetta, ex-sócio da CDN. Lanzetta divide o controle da empresa, em partes iguais, com os dois sócios brasileiros da In Press, Ivandel Godinho e Cristina Moretti. A In Press é associada à multinacional Porter Novelli, do grupo Omnicom.

Além do escritório em São Paulo, a In Press Public Affairs também terá base em Brasília, sob o comando do jornalista Lula Costa Pinto. Lanzetta afirma que, embora o formato se assemelhe às tradicionais empresas de “lobby”, não é esse o modelo. 

“O ‘lobby’ no Brasil é mal visto pelo tipo de relação que tem com os políticos, enquanto nos EUA os escritórios são basicamente formados por advogados, que acompanham o dia-a-dia do Congresso”, diz Lanzetta.

“Nós queremos abastecer setores econômicos e empresas de informações, traçar análises do cenário político e trabalhar na gestão de carreiras na área pública e privada”, complementa.

O empresário não nega que a ascensão de Lula ao poder deu um fôlego ainda maior ao projeto. “O PT  tem estratégia e deu sinais que irá conversar com os setores da sociedade de maneira articulada. Por outro lado, o meio privado precisa de assessoria para entender o novo governo e identificar seus interlocutores”, afirma Lanzetta.

Diante deste cenário, a In Press Public Affairs acredita iniciar o novo governo com três contas públicas e cinco privadas na carteira, projetando um faturamento de R$ 3 milhões no primeiro ano de operações. O investimento para lançar a empresa foi de apenas R$ 300 mil, uma vez que a empresa desfrutará de toda a estrutura da própria In Press.

A semana promete ser agitada no setor de RP. A CDN anuncia hoje mudanças no organograma. A expectativa é de que seja confirmada sua associação com a Fleishman-Hillard, líder mundial do setor, também do gruo Omnicom.

Jornal Valor Econômico - SP - Seçao Empresas & Tecnologia - pg. B2 - 16/12/2002.