2

Bloco C. Edif. Serra Dourada

Sala 107 Telefax: 224 3183

CEP 70317-900 Brasília/DF.

E-mail conferp@conectanet.com.br

INFORMATIVO CONFERP

Publicado pela Diretoria Executiva do Conselho Federal de Profissionais de Relações Públicas

CONFERP

Se agradece a reprodução por

qualquer meio para circulação

entre os profissionais registrados

nos Conselhos Regionais.

N° 2 - Brasília/DF. 03/mai/00

  1. REVISTA VEJA.

Na edição 1.647 de 3/mai/00 a revista Veja publicou matéria na qual se fazem referências equivocadas a respeito da nossa profissão.

A Diretoria Executiva do Conselho Federal remeteu a seguinte correspondência que esperamos seja publicada na próxima edição da referida revista:

 

Sr.

Tales Alvarenga

Diretor de Redação Revista Veja

 

veja@abril.com.br

Prezado Sr. Diretor,

   No cumprimento da Lei 5.377 e os decretos correlatos que disciplinam e regulamentam o exercício da profissão de Relações Públicas, e no intuito de contribuir com a revista Veja na correta informação dos seus muitos leitores, a respeito da matéria "A elite pobre" publicada nas páginas 82 e 83 da edição 1.647 de 3 de maio de 2000 temos a esclarecer o seguinte:

  1. O Sr. John Wesley, apresentado na matéria por diversas vezes como "Relações Públicas", não consta nos registros do Conselho Regional da jurisdição onde ele atua, obrigação legal cujo descumprimento tipifica exercício ilegal de profissão regulamentada que exige diploma universitário. E será processado por isso.

    Também serão processados os dois "restaurantes chiques" que cometem o descuido de contratar pessoas sem a qualificação exigida para o desempenho responsável que só é garantido por aqueles que se enquadram na legislação e no Código de Ética da profissão.

  2. A forma em que a revista descreve as funções realizadas pela pessoa de nome ou pseudônimo John Wesley, leva a concluir que se trata de fúteis funções próprias da "natureza da profissão", o que é um erro de informação, de ótica e de avaliação. Relações Públicas é ferramenta da gestão organizacional e por isso sua precípua função é a decisão estratégica de definir um comportamento que necessariamente será comunicacional. A tática, ou seja a aplicação operacional dessa decisão, não é necessariamente função do profissional universitário de Relações Públicas, devendo ser realizada por especialistas dos muitos ofícios auxiliares para a materialização de uma decisão estratégica: bufês, floriculturas, recepcionistas, construtores de estandes, e outros, por exemplo, hostesses (seja isso lá o que for...) promoters e tudo o mais que a matéria apelida de "elite pobre".

  3. A revista Veja comete um outro grave erro de informação, e com isso confunde seus muitos leitores, quando em quadro destacado na mesma matéria assinala as Relações Públicas como uma das "Profissões cujos ganhos vão além do poder de compra dos salários". Oferece-se a falsa impressão de que todos os Relações Públicas devem somar a seus salários as vantagens de festas, viagens, roupas e calçados. Os registros do Conselho Federal de Relações Públicas, na sua sede própria em Brasília/DF, estão abertos para que a revista Veja faça pesquisa cientificamente válida para comprovar sua hipótese.

  4. Embora o dicionário Aurélio aceite o verbete "relações-públicas" respeitando a regra gramatical pela qual deve ser usado hífen quando duas palavras em junção oferecem um novo significado, desde 1967 quando da publicação da Lei 5.377 que regulamente a profissão, o termo Relações Públicas define, apresenta e caracteriza o profissional que a lei reconhece e habilita.

Gratos pela acolhida que permitirá esclarecer alguns tópicos da profissão de Relações Públicas, despeço-me muito atenciosamente.

JULIO ZAPATA

Secretário Geral

Conselho Federal de Profissionais de Relações Públicas-CONFERP

 

        2. CONFERP 2ª REGIÃO DARÁ CONTINUIDADE À FISCALIZAÇÃO.

    A irregularidade detectada através da matéria da revista Veja (acima comentada) será perseguida judicialmente pelo Conselho Regional SP/PR. A Presidente do CONRERP 2ª Região, Terezinha Leal, e sua Assessoria Jurídica, já iniciaram o levantamento das informações necessárias para o andamento da fiscalização e a determinação das responsabilidades passíveis de punição.

    3. BRASIL EXPÕE SUA EXPERIÊNCIA EM PORTO RICO.

    Com o encargo de expor as experiências que a nossa categoria tem vivenciado como profissão regulamentada e o atual estágio da nossa atividade na nova sociedade que a nova economia está propiciando, no dia 3 de maio viajou a Porto Rico a Presidente do CONFERP, Profa. Sidinéia Gomes Freitas. A viagem, a convite da associação dos profissionais de Relações Públicas desse país, se prolongará até o próximo domingo 7.

    4. SECRETÁRIO DO CONFERP GANHA CONCURSO PÚBLICO NA USP.

    Atendendo Edital 5/2000/ECA publicado em 11/mar/00 no D.O.E.; Poder Executivo, Seção I, São Paulo, o Secretário Geral do CONFERP Prof. Julio Zapata, participou de Processo Seletivo para Contratação de Docente, vaga N° 401.978, para ministrar as disciplinas "Administração e Assessoria de Relações Públicas" e "Legislação e Ética de Relações Públicas", em regime de turno parcial, junto ao Dpto. de Relações Públicas, Propaganda e Turismo da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo. Após todas as etapas do processo seletivo, incluindo documentação e títulos, entrevista e prova acadêmica perante Banca Examinadora com exposição de ponto sorteado, o Secretário Geral do CONFERP obteve a nomeação com nota final 9,65.

FIM DO BOLETIM CONFERP N° 2 DE 03/MAI/00.


INFORMATIVO CONFERP

N° 3 – Brasília 12/mai/00

PUBLICADO PELA DIRETORIA EXECUTIVA DO CONSELHO FEDERAL DE PROFISSIONAIS DE RELAÇÕES PÚBLICAS - CONFERP

Sede própria: SCS Quadra 2. Bloco C. Edif. Serra Dourada. Sala 107. Tele/fax: (71) 224 3183. CEP 70317-900. Brasília/DF.

E-mail: conferp@conectanet.com.br

SE AGRADECE A REPRODUÇÃO POR QUALQUER MEIO PARA CIRCULAÇÃO ENTRE PROFISSIONAIS
REGISTRADOS NOS CONSELHOS REGIONAIS.

  1. REVISTA VEJA.

    A Revista Veja não publicou a carta que o CONFERP remeteu protestando pela matéria que fez referencias equivocadas a respeito da profissão de Relações Públicas na sua edição 1.647 de 3/mai/00. Informalmente tomamos conhecimento que a revista não dá seqüência às matérias que não provocam muita repercussão, medida pelo número de cartas recebidas.

    A Diretoria do CONFERP está analisando outras possíveis ações.

     

  2. OUTRAS PUBLICAÇÕES.

    As últimas edições das revistas Exame e Playboy também fazem referências erradas sobre a nossa profissão. Não são matérias especificamente dedicadas às Relações Públicas mas são comentários tangenciais que deixam a impressão de tratar-se ações próprias da profissão.

  3. PARTICIPAÇÃO DOS DOCENTES DE RR.PP.

    Reunião da Diretoria Executiva do CONFERP, realizada extraordinariamente hoje na USP, para continuar analisando o caso da revista Veja, contou com a presença da Prof. Maria Aparecida Ferrari da USP e da Universidade Metodista e alguns alunos do 4º ano do Curso de Relações Públicas da USP. Os participantes opinaram que seria positivo que os profissionais de Relações Públicas responsáveis por esses cursos nas universidades e faculdades do Brasil, em ação conjunta, expressassem por escrito através de carta enviada à revista Veja, seu protesto e repúdio pela forma como foi apresentada a profissão na edição 1.647. A Diretoria do CONFERP apóia essa iniciativa considerando que é nos Cursos de Relações Públicas onde se prepara o futuro da profissão.

    Também recomenda-se que a matéria da Veja e a carta do CONFERP seja conhecida e discutida pelos alunos de Relações Públicas em sala de aula.

     

  4. INSTALAÇÃO DE NOVO CONSELHO REGIONAL.

    Com a presença do Secretário Geral do CONFERP será instalado na segunda feira 15 de maio, em Salvador, Bahia, o Conselho Regional da 9ª Região.

    A criação do novo CONRERP faz parte do plano de trabalho da Diretoria do CONFERP e sua intenção de descentralização.

     

  5. AUMENTANDO O MAILING DO BOLETIM.

    Agradecemos a enorme quantidade de mensagens parabenizando pela publicação do Boletim CONFERP. É impossível responder individualmente.

    Informamos a todos aqueles que solicitaram receber o Boletim CONFERP que seus nomes foram incorporados ao mailing de recepção já a partir do presente Boletim.

     

  6. PEDIMOS DESCULPAS POR NÃO PODER RESPONDER PERGUNTAS.

Aproveitamos para informar, também, que o Boletim CONFERP tem por finalidade precípua servir como um elemento de integração da classe através da difusão das atividades realizadas pelo CONFERP.

Por isso lamentamos comunicar, e pedimos desculpas por isso, que não temos condições de responder perguntas que, mesmo relacionadas com a profissão, não são da alçada do CONFERP. Por exemplo, não estamos em condições de dar detalhes sobre Congressos, Cursos, Seminários, indicações de bibliografia, etc.

FIM DO BOLETIM CONFERP N° 3 DE 12/MAI/00.


MULHER, PODER E COMEMORAÇÕES

A presidente do Fórum de Mulheres do Mercosul - Capítulo Brasil, Maria Elvira Salles Ferreira, participou ativamente de muitas comemorações em torno do Dia Internacional da Mulher em Brasília, onde atua como deputada federal. Pela Bancada Feminina do Congresso Nacional , ela participou de assinatura de protocolos de cooperação entre o CNDM,  Ministério do Trabalho, Fundação Roberto Marinho e Secretaria de  Estado da Ação Social e do Painel “Mulher e Poder”, bem como de exposições acerca dos 500 anos de lutas e conquistas e outras mobilizações.

Junto com o Conselho Nacional dos Direitos da Mulher, ela participou do Mês da Consciência

Feminina, tendo sido uma das conferencistas no painel “Mulher e Poder”. Um dos pontos altos das comemorações foi um jantar de congraçamento entre parlamentares e comunicadoras de iniciativa da Bancada Feminina no Congresso Nacional, na residência da Doutora SôniaWiedmann, promovido em especial pela própria Maria Elvira, e também pelas deputadas Iara Bernardi e Jandira Feghali e pelas senadoras Emilia Fernandes e Luzia Toledo.

ELVIRA RECEBE 4000 MULHERES

Sem dúvida, foi o evento que reuniu maior número de mulheres em comemoração ao “Dia Internacional da Mulher”, a tarde de homenagem promovida pela presidente do Fórum de Mulheres do Mercosul “, Capítulo Brasil, Maria Elvira Salles Ferreira, em sua Fazenda Vista Alegre, em Belo Horizonte. A festa teve a presença de cerca de quatro mil mulheres que comemoram alegremente o seu dia. Teve de tudo um pouco - boa música, danças típicas, videntes, cartomantes e esotéricos e até mesmo uma exposição e artes plásticas. E tudo sob o maravilhoso sol de outono - que mais parecia de verão - que tornou mais bela a paisagem da fazenda, que, aliás, mais do que nunca fez jus ao nome.

VI ENCONTRO EM BH

Belo Horizonte sediará o  VI Encontro do  Fórum  de Mulheres do Mercosul”, a realizar-se nos dias 24,25 e 26 de maio, com a presença de participantes de todos os paises do bloco.  Será no Grandville Hotel, com o evento tendo inicio  às 20 horas do dia 24, quarta-feira. Maria Elvira Salles Ferreira, profissional de Relações Públicas e Deputada Federal pelo Estado de Minas Gerais é a responsável pela divulgação do evento.

Fonte: Merco Notícias - Informativo do Fórum de Mulheres do Mercosul - Capítulo Brasil - Belo Horizonte, Abril de 2000  Ano I no 2


A RELAÇÕES  PÚBLICAS  GILDA FLEURY RECEBE TÍTULO

A Relações Públicas Gilda Fleury Meirelles, graduada pela FAAP - Fundação Armando Álvares Penteado, indicada pelo Departamento de Relações Públicas e aclamada pela Egrégia Congregação da Faculdade de Comunicação Social Cásper Libero, receberá o título de “Doutor Honoris Causa”.

A  solenidade de  outorga, será presidida pelo diretor da Faculdade, professor Erasmo Nussi, acontecerá no dia 29 de maio às 19;30 horas, no auditório da instituição, na Av. Paulista 900, 3and.

Além de sua atuação no setor, Gilda Fleury Meirelles é professora, consultora de cerimonial, protocolo e eventos, autora do livro “Tudo sobre Eventos”e de vários trabalhos na área, vice-presidente de Cultura da ABRP/SP - Associação Brasileira de Relações Públicas , do qual foi conselheira, do CNCP - Comitê Nacional do Cerimonial Público e outras associações. Foi assessora de Relações Públicas da Secretaria da Saúde do Governo do Estado de São Paulo (l991 - l995).

Pelo seu talento e dedicaçao, recebeu o prêmio “Projeto Universitário de Relações Públicas”, da ABRP/SP e Universidade Braz Cubas (l992); “Idéias em Relações Públicas”, do CONRERP/RJ (1992 E 1994). Participa de bancas examinadoras em diversas Universidades e Faculdades  de Comunicação; conferencista e palestrante em congressos e seminários e colaboradora de jornais e revistas.

Já foram agraciados pela Instituição com a láurea “Doutor Honoris Causa”, o publicitário Alex Periscinoto, os jornalistas Mino Carta, o diretor da ECA/USP, Tupã Gomes Corrêa, e Gilda Fleury Meirelles é a primeira Relações Públicas do sexo feminino a receber essa titulação.