Prêmio Opinião Pública 2003

Premiando o Talento em Relações Públicas

 

INSTITUIÇÃO

Art. 1º Fica instituído, por decisão do Plenário do Conselho Regional de Profissionais de Relações Públicas – CONRERP – SP/PR – 2ª Região, o Prêmio Opinião Pública 2003 para os trabalhos desenvolvidos nos anos de 2002 e 2003. Essa iniciativa, de caráter exclusivamente cultural e sem fins lucrativos, visa distinguir, periodicamente, os melhores trabalhos ("cases") de Relações Públicas desenvolvidos por profissionais do setor, em benefício de empresas e instituições privadas ou governamentais do Brasil.

INSCRIÇÕES

Art. 2º As inscrições dos "cases" só poderão ser feitas por profissionais de Relações Públicas por eles responsáveis e que deles tenham participado. Os profissionais devem estar devidamente registrados em um dos Conselhos Regionais dessa profissão e em dia com as suas obrigações para com os respectivos CONRERP’s.

Art. 3º As inscrições deverão ser feitas pelo Correio (correspondência registrada ou SEDEX) ou pessoalmente na sede do:

CONRERP – SP/PR – 2ª Região

Rua Dr. Rafael de Barros , 505 – Paraíso

04003-043 – São Paulo – SP

Fone: (011) 3887-7115 e (011) 3885-4568 ou DDG: 0800-16.78.53

E-Mail ou www.conrerp-sp.org.br

Parágrafo único. As inscrições dos "cases" serão realizadas mediante:

  1. preenchimento da "ficha" anexa;

  2. recebimento do material que será submetido a julgamento;

  3. pagamento da "taxa de inscrição" no valor de R$400,00 por "case" inscrito.

Art. 4º Agências e assessorias externas devidamente registradas no CONRERP poderão inscrever os "cases" de seus clientes.

Parágrafo único. É obrigatória a autorização, por escrito, do referido cliente ficando implícita a responsabilidade perante o CONRERP – SP/PR – 2ª Região do concorrente como seu representante.

Art. 5º Cada profissional de Relações Públicas poderá inscrever até 5 (cinco) "cases".

"CASES"

Art. 6º Cada "case" inscrito deverá relatar um trabalho de Relações Públicas, observada a seguinte seqüência:

  1. Objetivos;

  2. Estratégias;

  3. Execução;

  4. Forma de Avaliação;

  5. Resultados Alcançados.

Parágrafo único. Caso sinta necessidade, o CONRERP – SP/PR – 2ª Região poderá solicitar comprovação ou mais informações de qualquer "case" inscrito.

Art. 7º Cada "case" deverá compor-se de:

  1. um texto descritivo de até 30 (trinta) páginas impressas em papel tamanho A4 e cópia em disquete e/ou CD-ROM;

  2. um resumo de até 3 (três) páginas digitadas, em papel do mesmo tamanho, descrevendo o Projeto e especificando os itens "a", "b", "c", "d", e "e" do artigo 6º deste Regulamento e cópia em disquete e/ou CD-ROM;

  3. outros materiais que, a critério do autor, sejam ilustrativos ou comprobatórios.

§ 1º Deverão ser fornecidas em separado, 8 (oito) cópias do RESUMO apresentado, conforme art. 7º, alínea b.

§ 2º Não devem ser incluídos nos "cases", originais de documentos importantes e sim cópias.

§ 3º Os trabalhos que não apresentarem os requisitos acima não serão aceitos.

§ 4º Todo material incluído nos "cases" será considerado como parte integrante do acervo do CONRERP – SP/PR – 2ª Região.

Art. 8º Os trabalhos inscritos poderão ser utilizados para fins educativos, tornando-se propriedade do CONRERP – SP/PR – 2ª Região e não serão devolvidos aos participantes. Todos os trabalhos passam a integrar a biblioteca do CONRERP, podendo ser examinados, reproduzidos, divulgados e estudados por todos os interessados, a critério deste Conselho Regional.

Art. 9º Os "cases" poderão, a critério do CONRERP – SP/PR – 2ª Região, fazer parte de Seminário, planejado e coordenado por esta instituição. Nesse caso, o profissional responsável pelo "case" compromete-se a apresentar, em horário e dia previamente estabelecidos, uma palestra sobre o "case" premiado, relatando os itens constantes do art. 6º.

Art. 10 Com o objetivo de valorizar o profissional recém-formado, o ganhador do melhor trabalho do XXI Concurso Universitário de Monografias e Projetos Experimentais de Relações Públicas, realizado pela ABRP – Associação Brasileira de Relações Públicas – Seção Estadual de São Paulo, receberá um certificado de reconhecimento pelo seu trabalho na Solenidade de Entrega do Prêmio Opinião Pública.

CATEGORIAS

Art. 11 Ao inscrever um "case", o Profissional de Relações Públicas, por ele responsável, deverá indicar, na ficha de inscrição, qual a Categoria do Prêmio Opinião Pública em que concorrerá.

Art. 12 São 11 (onze) as categorias do Prêmio Opinião Pública 2002:

  1. Relações com a Comunidade

  2. Relações com o Público Interno

  3. Relações Públicas Internacionais

  4. Relações com a Imprensa

  5. Relações Públicas para Públicos Específicos

  6. Relações Públicas Governamentais

  7. Administração de Crises

  8. Eventos

  9. Auditoria de Opinião

  10. Responsabilidade Social

  11. Publicações, vídeos e filmes de caráter institucional

JULGAMENTO

Art. 13 O CONRERP – SP/PR – 2ª Região, em reunião plenária, fará uma pré-seleção dos trabalhos que serão encaminhados ao júri para decisão final do mesmo.

Art. 14 Ao Júri caberá a análise e avaliação dos "cases" conforme disposto no art. 17 deste regulamento, definindo os melhores trabalhos inscritos.

Art. 15 Os "cases" serão julgados por um Júri convidado pelo CONRERP – SP/PR – 2ª Região, integrado por profissionais da área de comunicação e de áreas afins.

Parágrafo único. O Prêmio Opinião Pública terá o objetivo de distinguir somente trabalhos de real mérito, não existindo a obrigatoriedade de que sejam apontados ganhadores.

Art. 16 O Júri será composto de no mínimo cinco e no máximo sete pessoas, com predominância de Profissionais de Relações Públicas, a critério do Plenário do CONRERP – SP/PR – 2ª Região.

Art. 17 Para efetuar o julgamento, o Júri adotará como critério o exame das seguintes características, nos trabalhos concorrentes:

  1. Planejamento

    1. Pesquisa: profundidade dos estudos prévios, identificação e enunciado do problema etc.;

    2. Originalidade e estratégia: técnicas adotadas, adaptação e inovações introduzidas para solução do problema;

    3. Organização: apresentação lógica e seqüência, objetividade e harmonia do projeto.

  2. Execução

    1. Qualidade: ética, emprego adequado das técnicas e recursos escolhidos;

    2. Eficiência: alocação eficiente de verbas;

  3. Resultados

    1. Meta: alcance parcial ou total dos objetivos;

    2. Mensuração: trabalho realizado para identificar, analisar e comentar os resultados alcançados.

Parágrafo único. Na Categoria "Auditoria de Opinião" é obrigatória a apresentação e/ou definição de como foram usados os resultados para ações de Relações Públicas.

Art. 18 Da decisão do Júri não caberá recurso de nenhuma espécie.

Art. 19 Serão conferidos pelo Júri o máximo de 11 (onze) Prêmios Opinião Pública.

Parágrafo único. Serão concedidos prêmios especiais constantes do art. 23.

Art. 20 O CONRERP – SP/PR – 2ª Região conferirá:

  1. Troféu e Diploma ao profissional de Relações Públicas responsável pelo "case" vencedor;

  2. Diploma à Assessoria ou Agência executante do trabalho;

  3. Diploma à Empresa ou Instituição para qual foi realizado o trabalho.

Parágrafo único. A entrega desses Diplomas e Troféus honoríficos será feita em solenidade pública promovida pelo CONRERP – SP/PR – 2ª Região.

Art. 21 O CONRERP – SP/PR – 2ª Região promoverá divulgação do Prêmio Opinião Pública em todos os segmentos de interesse da atividade.

Art. 22 O CONRERP – SP/PR – 2ª Região fica autorizado a publicar, na íntegra ou em parte, os "cases" premiados, em quaisquer veículos de comunicação, respeitada a autoria dos mesmos.

PRÊMIOS ESPECIAIS

Art. 23 O CONRERP – SP/PR – 2ª Região, a exclusivo critério dos membros do seu Conselho, outorgará o Prêmio Opinião Pública categoria especial, da seguinte forma:

  1. Empresa do Ano: Troféu Vera Giangrande à empresa que tenha se destacado no apoio e utilização das atividades de Relações Públicas;

  2. Profissional do Ano: profissional que tenha se destacado nas suas atividades e no apoio à profissão, durante o exercício foco do POP, ou ao longo dos anos, pela sua importância na valorização da profissão ou por seu conjunto de trabalho.

DATAS

Art. 24 As inscrições encerram-se no dia 25 de outubro de 2003.

Art. 25 O julgamento, por Júri convidado pelo CONRERP – SP/PR – 2ª Região, será realizado no dia 6 de novembro de 2003.

Art. 26 A comunicação oficial dos indicados para premiação será feita pelo CONRERP – SP/PR – 2ª Região, após o julgamento.

§ 1º A solenidade de entrega dos prêmios será realizada na primeira quinzena de dezembro de 2003.

§ 2º Na solenidade de entrega do Prêmio Opinião Pública 2003, os vencedores deverão apresentar vídeo e/ou CD-ROM sobre o "case", com duração de até 5 (cinco) minutos.

  1. Os premiados se comprometem a entregar o referido vídeo e/ou CD-ROM na sede do CONRERP – SP/PR, até 5 (cinco) dias antes da solenidade.

  2. O vídeo e/ou CD-ROM que não for entregue no prazo acima definido, não será apresentado na solenidade de entrega dos prêmios.

  3. A exibição do vídeo e/ou CD-ROM será realizada no momento da entrega do prêmio.

COORDENAÇÃO

Art. 27 A realização, desenvolvimento, premiação e divulgação do Prêmio Opinião Pública serão de responsabilidade do Plenário do CONRERP – SP/PR – 2ª Região, que apontará um profissional de Relações Públicas de São Paulo para a função de Coordenador do Evento, o qual contará com a colaboração de todos os conselheiros e funcionários do CONRERP – SP/PR – 2ª Região.

DISPOSIÇÕES FINAIS

Art. 28 Anualmente, o plenário do CONRERP – SP/PR – 2ª Região examinará o presente regulamento podendo alterá-lo no que for necessário.

Art. 29 As questões não previstas neste regulamento serão dirimidas pelo plenário do CONRERP – SP/PR – 2ª Região.