A Agência de Relações Públicas expande suas atividades em 2001

 A Agência de Relações Públicas foi reformulada neste início de ano. A Unidade Experimental passou a contar com  três núcleos de trabalho: Eventos, Pesquisa de Opinião Pública e Produtos de Relações Públicas.

    O objetivo da expansão da Agência é possibilitar aos alunos, estagiários e voluntários, o exercício profissional de Relações Públicas, orientados pelos  professores responsáveis pelo desenvolvimento das atividades de cada área.

   O Núcleo de Eventos, que desenvolveu 49  eventos em 2000,  continuará, sob a responsabilidade da professora Ms Izildinha Martins, que coordenará a promoção dos numerosos eventos internos e externos da UMESP.

   O professor Fábio França assumiu o Núcleo de Produtos, responsável pela edição do CANAL RP e por outros produtos eletrônicos. A Prof.a. Ms Márcia Perencin Tondato acompanhará o núcleo de Pesquisa de Opinião, apoiada pelo Prof. Fábio França.

 A Agência de Relações Públicas já edita em caráter mensal, o boletim impresso Rpcom – folder de seis páginas - desde janeiro de 2001. Este boletim faz parte da disciplina Língua Portuguesa e é coordenado pelos professores Waldemar Luiz Kunsh (editor e jornalista responsável) e Katia Pecoraro (coordenadora de redação).

Cada núcleo de trabalho conta com o apoio de equipes de alunos - estagiários e voluntários – que se dedicam com entusiasmo à execução das atividades que lhe são confiadas.

 

CANAL  RP

Boletim Eletrônico da Agência de Relações Públicas – Unidade Experimental

Curso de Relações Públicas - Universidade Metodista de são Paulo.

      Número 10  – Ano II

16 de março de  2001

 No segundo semestre de 2000 circulou, pela primeira vez, o CANAL RP, iniciativa da professora Isildinha Martins, que o editou com sua equipe como produto da Agência de Relações Públicas - Unidade Experimental do curso de RP da Universidade Metodista. Em  dezembro,  o boletim entrou em recesso.  Retorna on line mais sucinto, com a preocupação de veicular  informações de interesse para profissionais e estudantes que vinham procurando neste Canal notas importantes sobre Relações Públicas. São apenas três páginas, para não tomar tempo de ninguém. Duas de notícias. Uma terceira aberta a temas atuais, análise de tendências, entrevistas, comentários, opiniões, críticas, pronta também para receber sugestões  que contribuam para o  aprimoramento da atividade de Relações Públicas. Permanecerão em foco a UMESP e o seu curso de Relações Públicas, reformulado em busca da excelência.   A quem acompanhava semanalmente esse boletim fica o agradecimento pelo apoio recebido. A partir dessa edição,  o CANAL RP chegará a seus leitores a cada quinze dias. Continuem conosco.

 

 Agência pioneira de RP conquista a ISO 9002

A ADS Assessoria de Comunicação é a primeira agência brasileira de Relações Públicas a obter o certificado ISO 9002. Como precursora da atividade de Relações Públicas no Brasil, a ADS, além de vários prêmios recebidos,  é a única agência do setor no país a receber três “Golden World Award for Excellence”, prêmio internacional conferido pela Associação Internacional de Relações Públicas (IPRA) aos melhores “cases”  do mundo.

Segundo Antônio De Salvo, diretor-superintendente da ADS, a certificação significará para seus clientes um trabalho de melhor qualidade, mais ágil e supercontrolado, o que resultara na redução de custos. Na visão dos auditores certificadores, De Salvo e sua equipe preencheram todos os requisitos da documentação sem burocratizar suas atividades.

O processo de certificação durou um ano e meio, tempo necessário para que ADS pudesse compreender e adaptar as normas ISO ao dia-a-dia de uma empresa de comunicação sem.  “engessar” a empresa,  “pois a agilidade  sempre foi uma das característica da agência”, concluiu De Salvo.

Ver entrevista de Antonio De Salvo dada à  publicação  Meio e Mensagem, ed. 947 - 26/02/2001, páginas 6 a 8, no site www.simprorp.org.br

 

Página 2
 
 

 

Especialização em Relações Públicas e Comunicação Organizacional.

Teve início, no dia 5 de março, o III Curso de pós-graduação (Lato sensu)  GestãoEstratégica em Comunicação Organizacional e Relações Públicas.       A aula inaugural foi ministrada pelo Professor Dr. Francisco Gaudêncio Torquato do Rego, pioneiro em comunicação organizacional no Brasil. Em sua palestra afirmou que promoção deste tipo representa o ideal para a formação do profissional sistêmico de comunicação.

O objetivo dessa especialização é formar estrategistas e gestores da Comunicação Organizacional com alta visão da sociedade e de suas interseções com as Ciências da Comunicação. A Prof.a. Dra. Margarida Maria Krohling Kunsch,   coordenadora de Especialização da ECA, afirmou ainda que outra finalidade do curso é proporcionar informação “diferenciada” aos profissionais que trabalham na área de Relações Públicas ou se interessam por essa atividade profissional. Entre os 50 alunos selecionados, 40% são jovens profissionais de Relações Públicas. A especialização será realizada em 18 meses, com aulas semanais, que somarão com outros trabalhos, 950 horas de atividades. A promoção desse lato sensu é Centro de Relações Públicas da ECA/USP  e da  FUNDAC .

 RELAÇÕES PÚBLICAS: DEBATE NO AR

No próximo dia 29 de março, quinta-feira, das 21h30min às 22h30min, o programa Trampolim da Rede STV (Rede SescSenac de Televisão) discutirá a profissão de Relações Públicas com a participação de profissionais e estudantes. 

A  condução do programa é do jornalista  Cadão Volpato. Veja o programa pelos canais TV Net 3, Sky 3, Tec Sat 10, Direct TV 211. Para verificar horários de reapresentação desse programa confira o site www.redestv.com.br ou o site do Sindicato, que colaborou para a execução do programa: www.sinprorp.org.br 

O XVI COMBRARP será realizado em Brasília

 O XVI Congresso Brasileiro de Relações Públicas (COMBRARP) acontecerá em Brasília, de 24 a 26 de maio próximo. É promovido pelo Diretório Nacional e pela Seção Regional de Brasília da  Associação Brasileira de Relações Públicas (ABRP).

O congresso visa criar condições para o aperfeiçoamento dos profissionais, avaliar a dimensão da profissão no país e promover maior volume de produção de trabalhos técnicos sobre Relações Públicas no Brasil.

 Os temas a serem abordados vão ressaltar a importância social das instituições públicas, privadas e do terceiro setor, focalizando ainda a tecnologia, a informação, a ética, a cidadania e a educação.

   Paralelamente ao congresso, acontecerá a III Feira de Negócios de Comunicação (FENACON) , na qual haveráexposição de produtos de comunicação e criação de oportunidades de negócios e  parcerias.

Informações: brasileventos@zaz.com.br

ECA TEM NOVO DIRETOR

No dia 13 de janeiro de 2001, o professor Dr. Waldenir Caldas, eleito no final de 2000, tomou posse como novo diretor da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo em substituição ao professor Dr. Tupã Gomes Corrêa, que assumiu a Chefia do Departamento de Relações Públicas, Propaganda e Turismo da ECA. Foram igualmente empossados o novo Conselho Departamental e os novos coordenadores de cursos do Centro de Relações Públicas (CRP). A coordenação do curso de RP e dos Cursos de Especialização ficou sob a responsabilidade da professora Dra.  Margarida Maria K. Kunsch.

 

Bem bolado 

 Impressão Digital é o título do informativo eletrônico produzido pelos alunos do curso de  jornalismo e veiculado no site da UMESP – www.umesp.com.br.

O boletim abre espaço também para Relações  Públicas.

 Confira!

 

Página 3  

 

RELAÇÕES PÚBLICAS OU COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL?

Há, ao que parece, consenso sobre a baixa qualidade dos cursos de comunicação no Brasil. O último Provão demonstrou quão frágeis são os cursos de jornalismo. No caso de relações públicas, a pouca demanda passou a ser critério de fechamento de cursos. Alguém identificou as causas do problema ou  analisou as tendências atuais (“issues”) de mercado e a crescente demanda por profissionais qualificados de Relações Públicas?

As faculdades que estão encerrando cursos de relações públicas não estarão colhendo frutos do mau ensino que ofereceram, ao longo do tempo, a seus alunos, sempre preteridos a favor de investimentos em publicidade e propaganda e jornalismo?  Nunca, por certo, pensaram em oferecer curso de qualidade que se consagrasse, no decorrer dos anos,  pela excelência - - o que motivaria, com certeza, corrida maior de estudantes à sua procura.

Tornou-se modismo dizer: “Relações Públicas” já eram. Devem ser substituídas pelo curso de comunicação organizacional. Quem assim procede, esquece-se de que a comunicação empresarial representa apenas segmento da atividade estratégica de relações públicas e de que a qualquer organização de nada adianta manter programas isolados de comunicação, desintegrados das políticas maiores da empresa, funcionando sem diretrizes objetivas, planejadas, permanentes, aptas a prestarem atendimento adequado às necessidades de relacionamento e de comunicação da empresa com seus diversos públicos.

A comunicação organizacional representa atividade de intermediação. Para gerar resultados, necessita de uma fundamentação científica, de um projeto global, integrado no planejamento estratégico da empresa, em geral estabelecido pela administração junto com o setor de Relações Públicas, que também traça as  diretrizes capazes de orientar a comunicação em todas as suas fases diante dos  públicos, essenciais ou não, que pretende atingir.

 Antes, portanto de se criar mediações, é necessário que se tenha o suporte do projeto global, que defina com clareza os tipos de mediação, os públicos a serem atingidos e o por que do desenvolvimento de determinadas ações. Em outras palavras, a mediação da comunicação organizacional exige, para ser eficaz, a implantação de um processo de filosofia global de relacionamentos, ou seja, de Relações Públicas.

 

Assine o Canal RP Criticas/Sugestões

Expediente

 O Canal RP é um informativo eletrônico quinzenal da Agência de Relações Públicas Unidade Experimental
do curso de Relações Públicas da Universidade Metodista de São Paulo (UMESP).
  Seu objetivo é divulgar  e
promover a atividade profissional de Relações Públicas, tendo como referencial a qualidade Umesp e do seu
curso de  Relações Públicas.Equipe de produção: Augusto Nascimento dos Santos Caio, Mara Oliveira Martine,
Mariana de Marco Geraldine e Michelle Yendis.  
Professor Responsável: Fábio França (MT 1888).

FACULDADE DE JORNALISMO E RELAÇÕES PÚBLICAS

Diretora: Dra. Maria das Graças Caldas

Coordenadora do Curso de Relações Públicas: Dra. Maria Aparecida Ferrari

E-mail: agenciarp@metodista.br