Boletim Eletrônico da Agência de Relações Públicas – Unidade Experimental

Curso de Relações Públicas - Universidade Metodista de São Paulo.
Ano II
- Número 11     
30 de março 20
01

 
  Metodista moderniza Campus Rudge Ramos  e abre novo Campus em Guaratinguetá.

 A Universidade Metodista está empenhada, em 2001, na consolidação dos projetos de modernização dos campi e de melhoria da qualidade de ensino. O Magnífico Reitor Davi Ferreira Barros confirmou o prosseguimento de investimentos no Campus Rudge Ramos e anunciou, para o próximo dia 20 de abril, a inauguração de quatro novos laboratórios de informática, de salas de aula do edifício Capa, de parte da Clínica–Escola de Fisioterapia, do laboratório de alimentos para o curso de Nutrição, e de mais uma Clinica de Odontologia e o novo complexo Poliesportivo. Entre as inovações em tecnologia, citou o Reitor que os campi foram interligados por fibra ótica e implantadas redes nos setores acadêmico e administrativo.

     Sobe nota média mínima para aprovação

 A preocupação com a qualidade do ensino fez a Metodista elevar a média mínima para aprovação de 5,0 para 7,0. Essa medida, de caráter pedagógico, resultou de conclusões da pesquisa de Avaliação de Rendimento Escolar na Graduação, na qual 70% dos professores optaram pela nova média.

"A Metodista quer manter seu diferencial como universidade, para que os alunos aprendam a construir seu conhecimento, sejam críticos e criativos", explicou a vice-reitora acadêmica professora Rinalva Cassiano Silva. E concluiu: "queremos formar cidadãos comprometidos com a vida. Não podemos descuidar da competência do aluno".

Essa medida é de interesse imediato dos alunos, pois, a apresentação de histórico escolar com media 5,0 já vem encontrando restrições no mercado de trabalho por parte das empresas.

       Novo Campus em Guaratinguetá

 A Universidade Metodista está anunciando ainda a abertura de novo Campus no Vale do Paraíba, na cidade de Guaratinguetá. A comissão visitadora do MEC já deu parecer favorável ao Campus e há grande expectativa no Vale para a realização do vestibular unificado, inicialmente, para Administração-Comércio Exterior e Turismo.

DIA DO CONSUMIDOR: 

  

Comemorou-se com alegria neste mês de março o décimo aniversário de entrada em vigor (11/3/1991) do Código de Defesa do Consumidor (Lei n° 8.078, de 11/9/1991). O Código é moderno, abrangente. Estabeleceu os direitos básicos do consumidor, criando diversos mecanismos para garantir a observância de uma lei que trata, ao mesmo tempo, da prevenção, da reparação e da punição.

 A partir dessa lei, multiplicaram-se os Serviços de Atendimento ao Consumidor, estimulando-se igualmente a criação, em muitas empresas, da figura do ombudsman, que veio para defender os direitos do consumidor. Estrela de primeira grandeza nessa constelação de quem "atua justamente para acabar com o diálogo de surdo-mudo existente entre as empresas e seus clientes interno e externo" foi Vera Giangrande. Seu exemplo tem levado muitos estudantes de relações públicas a perguntar: ser ombudsman é, de fato, função de relações públicas? D. Vera diria que sim. Mas, sem os seus ensinamentos, quem está formado esses profissionais?

 À"Verdadeira"ombudsman, nossa homenagem e agradecimento por ter aberto novos caminhos para os jovens profissionais de relações públicas do Brasil.

   CONGRESSO INTERCOM 2001

                              ACONTECERÁ EM CAMPO GRANDE

A INTERCOM promoverá, de 3 a 7 de Setembro, o XXIV Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação na Universidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal – UNIDERP, Campo Grande, Mato Grosso do Sul. O congresso focaliza A Mídia Impressa, O Livro e O Desafio das Novas Tecnologias. Contará com parcerias das Universidades Católica Dom Bosco, Federal do Mato Grosso do Sul e com apoio de outras universidades, entidades de classe e empresas. As inscrições para apresentação de trabalhos aos Núcleos de Pesquisa podem ser feitas até o dia 20 de maio mediante entrega, pelo autor, do texto completo e de resumo de dez linhas, em cópia impressa e em disquete.

Informações: www.intercom.org.br e www.uniderp.br 

Página 2

   IPRA abre inscrições para o Golden World Awards.

 Estão abertas as inscrições para o concurso internacional Golden World Awards, prêmio concedido pela Associação Internacional de Relações Públicas – IPRA. Podem se inscrever empresas, associações, instituições privadas e órgãos governamentais.

 O objetivo da IPRA é reconhecer e promover, em âmbito mundial, os programas de relações públicas realizados no período de 2000/2001. Os ganhadores receberão seus prêmios durante a " International Conference of Public Relations", de 14 a 17 de outubro, em Berlim.

 O Golden World Awards, em sua 11° versão, é a maior láurea de Relações Públicas no mundo. O julgamento dos trabalhos é feito em painel internacional composto por profissionais de Relações Públicas e da Mídia.

 A IPRA, maior autoridade mundial em Relações Públicas, reconhece ainda a excelência dos programas apresentados ao conceder, durante a Conferência Internacional, o Grand Prize for Excellence, destinado exclusivamente aos profissionais que tenham atingido em seus trabalhos os melhores padrões de excelência.

 

  AINDA HÁ TEMPO.

  INCREVA-SE.    

   A ABERJE anuncia aos profissionais de comunicação empresarial que, até o dia 23 de abril, podem inscrever trabalhos produzidos no período de janeiro a dezembro de 2000, para concorrerem ao "Prêmio Aberje 2001" em sua 27ª edição, que traz inovações em algumas categorias. As inscrições poderão ser feitas em São Paulo, na sede da Aberje ou junto aos coordenadores regionais do Prêmio. Os critérios de classificação das publicações levam em conta a natureza e categorias dos veículos. Uma comissão prévia analisa as peças apresentadas ao concurso, que, em seguida, são submetidas às Comissões Julgadoras indicadas pelas diretorias regionais e ratificadas pela diretoria da ABERJE. A indicação da "Empresa do Ano em Comunicação Empresarial Brasil" fica sob a condução de Juri Especial, integrado pelos diretores e membros do Conselho da Aberje. Versão eletrônica do Regulamento e   

      informações: www.aberje.com.br.

     Agenda

ENDICOM 2001 - IV Encontro de Ensino e Pesquisa da Comunicação nos Países do Mercosul

II EXPOCOM-Mercosul - Exposição da Pesquisa Experimental em Comunicação do Mercosul Montevideo, Uruguai, 10-12 de maio de 2001.
Maiores informações;
www.ucu.edu.uv/endicom

CELACOM'2001 - V Colóquio Internacional sobre a Escola Latino-Americana de Comunicação

UMESP, São Bernardo do Campo, 21-23 de maio de 2001 Tema Central: Cristianismo e Marxismo, Matrizes das Idéias Comunicacionais na América Latina

COMPÓS 2001 - 10º Encontro Anual da Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em ComunicaçãoUnB, Brasília (DF), 29 de maio a 1º, de junho de 2001

Página 2

 Clipping

Clipping comum, Clipping comentado, análise de mídia

Serviço tradicional das áreas de comunicação, o clipping evoluiu das simples mesas de recortes de jornais para modernos computadores, que aceleraram sua produção e distribuição. Nem todos os "fazedores " de clipping, porém, perceberam que não basta possuir o recorte; é preciso interpretá-lo de modo a ser útil nas decisões empresariais. É isso que explica o professor Wilson Bueno na entrevista que concedeu à universitária Michelle Yendis, do curso de RP da Metodista, que o Canal RP apresenta, em resumo, a seus leitores.

Em sua entrevista, o professor Wilson Bueno, pioneiro na produção do "clipping comentado", afirmou que deu início a esse trabalho para atender ao pedido de um cliente que pretendia avaliar a imagem de sua empresa e obter informações sobre a concorrência. Para ele era claro, desde o começo, que o objetivo do clipping vai muito além do que fazer o recorte da notícia. Avaliou o alcance e a importância do trabalho, criou sistema próprio para a execução do que chamou "clipping analítico" ou "análise de mídia". A partir de então, vem oferecendo, com sucesso, esse serviço por meio de sua Agência Comtexto Comunicação e Pesquisa.

A finalidade do clipping comentado, na opinião do professor Wilson, é conseguir observar os comportamentos da imprensa em relação às empresas, entidades, partidos políticos e até a determinadas pessoas. A razão é que qualquer empresa pode querer saber como está sendo percebida e comentada pela mídia em relação a sua imagem, produtos, prestação de serviços e atendimento aos clientes, por exemplo.

Os clientes perceberam rapidamente as vantagens da "análise de mídia" para acompanhar, a curto e em médio prazo, as reações do mercado diante de mudanças, do lançamento de produtos, de novas fábricas e, mesmo, poder acompanhar de perto as ações da concorrência.

 O serviço permite que a empresa se organize melhor para responder as ações do mercado e da concorrência, corrigir situações incorretas ou intensificar sua ação junto aos clientes. Pode-se dizer que o clipping analítico funciona como inteligência empresarial, estratégia de guerrilha diante da mídia. Para ser eficaz, precisa ser estabelecida como atividade permanente pra que se possa avaliar a opinião externa sobre a empresa.

O professor Bueno avisa que o êxito do " clipping comentado" dependerá de um sistema eficiente de seleção e coleta de informações e de escolha acertada dos veículos mais representativos para os interesses da empresa. Em casos específicos, há necessidade de se verificar também a mídia especializada dirigidas a setores específicos.

O sucesso da análise de mídia, para o professor Wilson Bueno, dependerá do trabalho de uma equipe bem preparada, incluindo profissionais de jornalismo e relações públicas, pois esse tipo de tarefa não pode ser exclusiva de um profissional isolado. Em geral, contrata-se uma empresa de assessoria, que já conta em sua estrutura com jornalistas e relações públicas. A análise de mídia é muito ampla. Pode incluir diversos setores de atividades, tais como siderurgia, cosmetologia, indústria, áreas de saúde e outras. Diferem os veículos especializados de cada um desses setores, o que exige capacidade de visão global e comparativa para a verificação do que ocorre em cada setor pesquisado, nele incluindo a concorrência. A dificuldade de compreender cada setor existe, mas pela leitura do dia a dia adquire-se experiência necessária para se chegar aos objetivos desejados. Na visão do professor será melhor trabalhar com profissionais de comunicação porque conhecem suas técnicas e sabem como funcionam os seus processos.

Concluiu o professor Wilson Bueno sua entrevista ressaltando que a análise de mídia representa um trabalho muito grande. Exige dos analistas formação ampla e criteriosa para serem capazes de entender o sentido atual dos textos que verificam e de intuir o que podem vir a significar para as empresas que contrataram seus serviços.

* O professor Wilson Bueno é mestre e doutor em Comunicação pela USP, jornalista, docente do programa em pós-graduação da UMESP e do curso de jornalismo da USP. Diretor da Comtexto Comunicação e Pesquisa.

 

Assine o Canal RP                               Criticas/Sugestões

 

Expediente

 O Canal RP : informativo eletrônico quinzenal do Núcleo de Produtos da Agência de Relações Públicas Unidade Experimental
 da Universidade Metodista de São Paulo (UMESP).
  Seu objetivo é divulgar  e
promover a atividade profissional , tendo como referencial a qualidade Umesp e seu
curso de  Relações Públicas

  Equipe de produção: Augusto Nascimento dos Santos Caio, Mara Oliveira Martine,
 Mariana de Marco Geraldine e Michelle Yendis.  
                                                                                     

Coordenador do Núcleo de Produtos : Fábio França (MT 1888).
Coordenadora da Agência: Profa Ms Isildinha Martins

FACULDADE DE JORNALISMO E RELAÇÕES PÚBLICAS
Diretora:  Profa
Dra. Maria das Graças Caldas
Coordenadora do Curso de Relações Públicas: Profa Dra. Maria Aparecida Ferrari

E-mail:
agenciarp@metodista.br