Agência de Relações Públicas Unidade Experimental

Curso de Relações Públicas - Universidade Metodista de São Paulo
Ano II - Número 25   15 de outubro de 2001

 

Venha conhecer as feras do mercado publicitário, de relações públicas, do jornalismo, do rádio e da tevê, da multimídia...

Participe da Feira de Debates de Comunicação que acontecerá nos dias 18,19 e 20 de outubro, na Universidade Metodista, Campus Rudge Ramos. Este evento, denominado Con + Com, reúne as Faculdades de Jornalismo e Relações Públicas, de Rádio e TV, de Publicidade e Propaganda e Comunicação Mercadológica.

O tema do Con + Com é Comunicação e cidadania – um diálogo necessário".

Alunos, professores e convidados das diferentes habilitações, profissionais atuantes no mercado, estarão envolvidos em palestras, oficinas, trocas de experiências sobre os assuntos mais modernos e em foco nos diferentes setores da comunicação. Oportunidade única para os estudantes que querem dar um salto em sua vida profissional.

Compareça. Venha participar dos debates e conhecer profissionais feras do mercado de comunicação.

Informações: www.metodista.br E-mail: conmaiscom@metodista.br - Telefone: (11) 4366-5923.

Faça Vestibular 2002 na Metodista: tradição de qualidade no ensino superior

 A Universidade Metodista de São Paulo – Umesp – abre inscrições para o processo seletivo 2002, que acontecerá no dia 8 de dezembro de 2001 (sábado), das 9h às 13h.

A Umesp oferece qualidade de ensino, cursos reconhecidos no mercado e vagas nas áreas de ciências exatas, humanas, biológicas e da saúde.

Na grande extensão da área de humanas, dentro da comunicação social, está o curso de relações públicas, que apresenta grade curricular atualizada, focaliza as tendências das relações públicas contemporâneas e capacita os estudantes para o exercício da atividade de relações públicas nas organizações modernas.

Vagas também para o curso de teologia, reconhecido pelo Ministério da Educação.

As inscrições deverão ser feitas até o dia 14 de novembro, nos postos credenciados, e até 30 de novembro, nos campi Rudge Ramos, Planalto, Vergueiro ou no Shopping ABC. O valor da taxa é R$ 55,00. Informações completas sobre o Vestibular Metodista 2002 encontram-se no site www.metodista.br.  

 

página 2

 

Outros termos para designar Relações Públicas

A expressão relações públicas é usada de forma genérica em todo o mundo. 64 das 69 associações nacionais, desde a Associação Árabe de Relações Públicas até o Instituto de Relações Públicas do Zimbábue, identificam-se com o termo.

Todavia, empresas privadas e outros grupos utilizam com freqüência outros termos para descrever a função de relações públicas. A publicação O´Duyers PR Services Report fez uma pesquisa junto às 500 maiores empresas da revista Fortune e descobriu que o termo mais empregado, por 165 empresas, é o de comunicação empresarial. O termo relações públicas fica em um distante segundo lugar, pois é empregado apenas por 64 empresas. Outras expressões comuns encontradas na pesquisa, em importância decrescente, eram assuntos públicos, comunicação, relações empresariais e assuntos públicos da empresa. Algumas empresas vinculam relações públicas ao marketing. Por exemplo, o Chase Manhattan tem uma unidade de comunicação e marketing empresarial.

É evidente que, com freqüência, as empresas e as organizações utilizam termos como informação pública, assuntos públicos ou comunicação empresarial como eufemismos para o termo relações públicas. Às vezes, o jornalista ou algum funcionário empregará termos como ardil ou estratagema de relações públicas para dar a entender que se trata de afirmações sem fundamento e inverídicas.

A popularidade do termo comunicação empresarial também se deve à idéia de que é mais genérico do que o de relações públicas, que, com freqüência, é percebido de forma incorreta referindo-se somente às relações com os meios de comunicação social. Muitos autores afirmam que o termo comunicação empresarial abrange todas as comunicações da empresa, incluindo a divulgação, as comunicações de marketing, os assuntos públicos, as relações com a comunidade e a comunicação com os empregados.

Outras organizações utilizam um termo que tenta descrever um pouco melhor a atividade fundamental do departamento. Por exemplo, é evidente que um departamento de relações com investidores se ocupa fundamentalmente com os acionistas, os investidores institucionais e a imprensa financeira.

Analogamente, um departamento de assuntos sobre meio ambiente, relações com a comunidade ou comunicação com os trabalhadores tem sua atividade claramente descrita. Um departamento de comunicação de marketing destacará principalmente a propaganda e a promoção da produção.

Assim como os departamentos, os indivíduos especializam-se em áreas concretas de relações públicas. Uma pessoa que se ocupa unicamente em enviar notícias para os meios de comunicação é um assessor de imprensa. Um assessor de imprensa é também um especialista que trabalha em uma área de relações públicas, concentra-se em encontrar uma perspectiva distinta do noticiário geral ou planeja eventos ou "acontecimentos" que possam atrair a atenção dos meios de comunicação, como, por exemplo, receber uma estrela de Hollywood ou figurar no livro Guiness de recordes por haver cozinhado a maior torta do mundo.

Do livro Relaciones Públicas. Capítulo I – Que são as relações públicas? (Veja comentário sobre o livro na pág. 3)

 

página 3

 

Bibliografia sobre Relações Públicas

 Estudantes e professores de Relações Públicas sentem dificuldade em encontrar bibliografia atual sobre essa atividade profissional. Existe ampla e moderna bibliografia sobre Relações Públicas, porém pouco conhecida e utilizada em nossas academias. Predominam nesse campo manuais em língua inglesa, raramente traduzidos para o português, portanto inacessíveis para grande parte dos acadêmicos. Por exemplo, os livros de Philip Lesly, de James Gunig, Scott M. Cutlip, apenas para citar os mais conhecidos.

A alternativa poderia ser recorrer à bibliografia em língua espanhola. Aqui também existem barreiras. São numerosos os estudantes que não conseguem entender a língua de Cervantes. É pena, pois existem mais traduções para o espanhol de livros sobre relações do que para o português. É lamentável observar, mas não se nota nas universidades brasileiras que oferecem o curso de relações públicas empenho em colocar autores modernos ao alcance dos estudantes. Os investimentos são direcionados para outros fins.

Um exemplo de envolvimento de escolas de relações públicas dos Estados Unidos e da Espanha foi a edição do excelente livro Relaciones Públicas - Estratégias y Tacticas, 6ª edición, de Dennis L. Wilcox, Phillip H. Ault, Warren K. Agee, Glen T. Cameron; tradução de Yago Moreno, Universidade de Castilla-LaMancha, José Hamad e revisão técnica de Jordi Xifra, da Escola de Relações Públicas, Universidade de Girona.

Em sua nova edição, Relaciones Públicas – Estratégias y Tácticas – é fruto do incansável trabalho de numerosos professores de universidades americanas, que o vem aperfeiçoando no decorrer dos anos de tal forma que hoje estamos diante de um manual completo sobre a realidade atual de relações públicas no mundo. Neste livro, pode-se estudar do ponto de vista de relações públicas o impeachment Clinton, as forças contrárias a Clinton no escândalo Mônica Lewinsky, a batalha contra o tabaco, o escândalo do Comitê Olímpico de Salt Lake City, o caso da princesa Diana, o estudo detalhado da Internet e de seu uso como instrumento de Relações Públicas.

O Manual está organizado em cinco partes. Primeira parte: O papel das relações públicas; segunda parte: O processo; terceira parte: Estratégia; quarta parte: Aplicação; quinta parte: Táticas. Ele pode ser encomendado na Pearson Educación, S. A. Madri. 2001.

Por meio da análise de casos reais, este manual ajuda os estudantes a compreender melhor os conceitos básicos, as estratégias e as táticas que se empregam hoje em Relações Públicas. John M. Butler (University of Northern Iowa) fala assim sobre o manual: "Este livro é o melhor manual que conheci nos últimos anos. Escrito de modo conciso e claro, é direto e, em geral, concentra-se nos temas e nas tendências importantes das relações públicas contemporâneas".

 

Assine o Canal                            Críticas/Sugestões

Expediente 
O Canal RP: informativo eletrônico quinzenal produzido pelo Núcleo de Produtos e Instrumentos de Comunicação da Agência de Relações Públicas Unidade Experimental da Universidade Metodista de São Paulo (Umesp). Seu objetivo é divulgar e promover a atividade profissional, tendo como referencial a qualidade Umesp e seu curso de Relações Públicas

Equipe de Produção

Editor: Professor Ms. Fábio França (MTB1880)
Revisão: Professora Débora Marie Tamayose
Web Designer: Mara Oliveira Martine 
Equipe de Redação: Mara Oliveira Martine, Mariana de Marco Geraldine e MichelleYendis
Coordenador do Núcleo de Produtos: Prof. Ms. Fábio França CONRERP SP/PR-586


FACULDADE DE JORNALISMO E RELAÇÕES PÚBLICAS
Diretora e Coordenadora do curso de Relações Públicas: Profª. Drª. Maria Aparecida Ferrari


E-mail: agenciarp@metodista.br
E-mail: canalrp@metodista.br