CANAL RP

Ano III – Número 38 – 29 de maio de 2002

Curso de Relações Públicas – Universidade Metodista de São Paulo

 

Núcleo de Produtos e Instrumentos de Comunicação da   

Agência de Relações Públicas - Unidade Experimental

Vestibular 2002. Curso de Relações Públicas é boa opção de carreira.

    Uma boa opção para aqueles que ainda estão indecisos quanto a que carreira profissional seguir é o curso de Relações Públicas, pois é uma área da Comunicação cada vez mais solicitada pelo mercado de trabalho.

    Além disso, ao optar pelo curso de Relações Públicas da Umesp, o(a) candidato(a) terá a certeza de ter feito uma excelente escolha, pois se trata de um curso que está completando 30 anos de existência, tendo sido sempre colocado ao lado dos melhores do país, com profissionais qualificados e comprometidos com a ética, a tradição e a excelência.

    No próximo dia 30 de junho, a Universidade Metodista de São Paulo realizará seu vestibular, destinado às novas turmas do segundo semestre.

    As inscrições irão até o dia 22 de junho em seus quatro campi – Rudge Ramos, Vergueiro, Planalto e Guaratinguetá – nos postos autorizados e nos cursinhos pré-vestibulares.

    A primeira lista de aprovados sairá no dia 5 de julho, e as matrículas deverão ser feitas nos dias 11 e 12 de julho.

    Para mais informações, ligue para o disque-vestibular (0800-191177), acesse o site www.metodista.br.  

 

FEVEST

    A Feira do Vestibular, ocorrida entre os dias 22 e 25 de maio, movimentou o Colégio São Luís. A Umesp também marcou presença, montando seu estande, que foi um dos mais visitados, destacando-se a área de Relações Públicas.

    O Núcleo de Eventos da Agência Experimental de Relações Públicas da Metodista realizou uma campanha para divulgar as Relações Públicas e suas novas tendências.

    Para tanto, a professora Jocélia Mainardi, docente do curso de Relações Públicas, ministrou uma palestra com o objetivo de mostrar o que são Relações Públicas e qual a sua área de atuação no mercado atual.

    Os resultados da campanha, a princípio, foram muito satisfatórios, já que os estudantes do terceiro ano do ensino médio, público-alvo do evento, mostraram-se bastantes interessados pela profissão.

   Guilherme Mendes e Daniel Kazuiti

 

24º Congresso Interamericano de Relações Públicas.

Relações Públicas rumo a uma cultura de convergência e consenso

    Entre os dias 24 e 27 de setembro 2002, será realizado, em Valadero – Cuba, o 24º Congresso Interamericano de Relações Públicas, que este ano tem como tema “Relações Públicas rumo a uma cultura de convergência e consenso”. O evento será promovido pela Confiarp – Confederação Interamericana de Relações Públicas.

    Os temas abordados serão Nova interpretação do processo de comunicação; A comunidade: protótipo de Responsabilidade Social; As Relações Públicas como fator de integração da identidade nacional; Público interno: legitimação de interesses; Relações Públicas no espaço cibernético e Um paradigma latino-americano para comunicação global diante do mundo em que vivemos.

    No último dia, haverá um Seminário Internacional sobre Formação e Capacitação em Relações Públicas, que contará com Conferências Magistrais, painéis e mesas-redondas.

    O valor da inscrição é de U$150.00, para profissionais; e U$60.00, para estudantes com prévia aceitação do Centro de Estudos. Os participantes poderão se hospedar no Hotel Meliá Valadero, Hotel Meliá das Américas e Villa Lamar.

                                                          Guilherme Mendes e Daniel Kazuiti

 

Tratado de Comunicação Organizacional e Política

    O novo livro de Gaudêncio Torquato, Tratado de Comunicação Organizacional e Política, expõe os principais conceitos de comunicação e de marketing institucional, político e eleitoral, temas estes importantes para todos os trabalhos em comunicação que visem a obtenção de sucesso. Os elementos abordados pelo autor são permeados por exemplos de experiências vividas por ele, em sua longa trajetória como consultor em organizações, privadas e públicas, e na política, de acadêmico e jornalista.

    Composto por conceitos relacionados à comunicação organizacional, o livro apresenta temas como a Comunicação Organizacional e Política; a Comunicação nas Organizações Privadas; Assessoria e Consultoria de Imprensa; Imagem; Comunicação da Administração Pública Federal, que é a grande inovação deste livro; Comunicação e Marketing de Campanhas Políticas, especialidade do autor; e Marketing Pessoal. A obra utiliza linguagem simples e altamente didática para explicar assuntos tão complexos, os quais deram origem ao que ele considera ser um Tratado.

    Autor de mais cinco livros ligados à comunicação, Gaudêncio Torquato é um dos pioneiros, no Brasil, em Marketing Político, tendo escrito os primeiros livros relacionados ao tema. Além disso, sua prática como consultor e assessor em comunicação possibilitou que ele adquirisse conhecimento suficiente, para que pudesse complementar sua carreira acadêmica, o que muito contribuiu para a consecução deste livro.       

TORQUATO, Gaudêncio. Tratado de Comunicação Organizacional e Política. São Paulo: Pioneira Thomson, 2002. 303 p.

Mariana M. Geraldine

 

UMA AULA SOBRE EVENTOS

Primeira parte

    Ana Luiza Diniz Cintra, há três anos à frente do Centro de Convenções Rebouças, é quem vai dar a aula. Formada pela Universidade Estadual de Londrina, começou a trabalhar no Hospital das Clínicas, em 1982, no Instituto de Ortopedia. Depois de um ano e meio, transferiu-se para o INCOR (Instituto do Coração), onde permaneceu por 10 anos (1984-1994), assumindo depois a diretoria do complexo de Relações Públicas, durante três anos, e hoje comanda o Centro de Convenções Rebouças. Em entrevista que concedeu ao Canal RP, discorreu sobre seu trabalho no Hospital das Clínicas e no Centro de Convenções, que focalizamos de forma reduzida, nesta edição.

    O Centro de Convenções Rebouças, informa Ana Luiza, faz parte do Hospital das Clínicas e foi criado como um anexo dele. Por ser um hospital-escola, tinha necessidade de um espaço para a realização de congressos e outros eventos com públicos de interesse. Este Centro, por dispor de tempo ocioso, foi aberto ao público porque somente com eventos ligados à medicina e à saúde não utilizaria toda a sua capacidade operacional. Mas esclarece que, pelo fato de acolher principalmente eventos do setor de saúde, o Centro de Convenções tem público cativo.

    Indagada sobre suas atividades no Centro de Convenções, Ana Luiza afirmou que, ao assumir o campo de eventos, passou a dedicar-se muito ao evento como forma de projetar a imagem do Hospital e do próprio Centro, cuidando para que tudo aconteça da melhor forma possível, com muito profissionalismo.

    O Evento, ensina ela, é um dos instrumentos que o profissional de relações públicas pode usar como ferramenta importante de projeção de sua empresa, para lhe dar visibilidade diante da concorrência. Permite que a empresa, situada em qualquer setor da economia, mostre seu produto, a sua identidade e a integração de suas atividades e de seus funcionários.

    Outro enfoque é a prestação de serviços à área médica, pois o Centro de Convenções abriu espaço para a realização de encontros de especialização e de atualização neste setor, o que é fundamental para essa atividade. Esta contribuição que o Centro de Convenções oferece indica que ele está cumprindo sua função de informar, de permitir que numerosas pessoas tenham acesso às informações de que precisam para o exercício contínuo de sua profissão. Aqui, realizam-se encontros nacionais e internacionais de grande importância, explica Ana Luiza.

    Com este alcance, observou Ana Luiza, o evento constitui sempre instrumento eficaz de comunicação, de divulgação do que há de inovador no setor da medicina e da saúde, pois a comunidade científica precisa estar informada, e a melhor maneira que tem para estar atualizada é participar de eventos.

    Seja institucional, promocional, comercial, cultural, seja científico, o evento tem, hoje, uma grande importância para qualquer setor da economia.

    O diferencial que o profissional de relações públicas tem ao realizar um evento é possuir uma visão macro da realidade, sabendo analisar cada contexto e também se preocupando com todos os detalhes importantes que contribuem para o sucesso. Por saber dar sentido a um evento, o relações-públicas, ensina a entrevistada, está muito mais preparado para a organização de eventos, embora isso seja em suas mãos apenas um instrumento, entre outros, ligado à atividade profissional. Prova o que fala dizendo que conhece muitos profissionais, professores de relações públicas, que, além de ministrar aulas sobre eventos, lideram também empresas de eventos, como é o caso, por exemplo, do professor Roosevelt, que tem uma das mais respeitadas consultorias de eventos em São Paulo.

    Devo deixar claro, fala a experiente profissional, que realizar eventos não constitui uma atividade exclusiva do relações-públicas; é apenas uma das muitas áreas em que este profissional pode atuar. É falsa a percepção dos alunos que entram no curso de RP pensando que vão trabalhar só com eventos. Desde que trabalhei no Núcleo de Eventos da Faculdade, sempre soube que eventos, para o relações-públicas, não é festa, brincadeira, mas um encontro muito especial e profissional da empresa com o mercado, que deve ser extremamente preparado, com objetivos claros, mensagens adequadas, para se obter resultados.

    Acompanhe a segunda parte desta aula na edição n. 39, que circulará no dia 15 de junho de 2002.

  Fábio França

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                      

Curso de Relações Públicas da Universidade Metodista de São Paulo

30 Anos

Tradição - Ética - Excelência

 

Para receber o Canal RP, envie um e-mail para

canalrp@metodista.br

 

Expediente 

O Canal RP:
informativo eletrônico produzido pelo Núcleo de Produtos e Instrumentos de Comunicação da Agência de Relações Públicas Unidade Experimental da Universidade Metodista de São Paulo (UMESP). Seu objetivo é divulgar e promover a atividade profissional, tendo como referencial a qualidade UMESP e seu curso de Relações Públicas.

Equipe de Produção

Editor: Professor Ms. Fábio França (MTB1880)
Revisão:
Professora Débora Marie Tamayose
Equipe de Redação:
Bruno Crepaldi Rossini, Daniel Kasuiti Kaga, Edson Rafael Baggio, Guilherme Mendes, Leonardo Filoso e Mariana de Marco Geraldine.
Coordenador do Núcleo de Produtos:
Prof. Ms. Fábio França CONRERP SP/PR-586.

FACULDADE DE JORNALISMO E RELAÇÕES PÚBLICAS

Diretora e Coordenadora do curso de Relações Públicas: Profa. Dra. Maria Aparecida Ferrari


E-mail: canalrp@metodista.br

 

E-mail: agenciarp@metodista.br  

 

Este boletim é enviado para as pessoas cadastradas. Inclui indicação para ser removido. Portanto, não pode ser considerado SPAM e está de acordo com a nova legislação sobre correio eletrônico, Seção 301, Parágrafo (a)(2)(c), Decreto S.1618, Título Terceiro, aprovado pelo “105º Congresso Base das Normativas Internacionais sobre o SPAM”.

Para não receber mais o Canal RP, basta enviar um e-mail em branco para canalrp@metodista.br