CANAL RP

Ano III – Número 44 – 30 de agosto de 2002

Curso de Relações Públicas – Universidade Metodista de São Paulo

Núcleo de Produtos e Instrumentos de Comunicação da   

Agência de Relações Públicas – Unidade Experimental

 

NOTÍCIAS

Aumenta atendimento de Clínicas da Umesp à comunidade

Neste semestre, a Clínica de Nutrição da Umesp iniciou o atendimento à população e está divulgando a importância da boa alimentação para a saúde de crianças, adultos e idosos.

Outro curso que abriu as portas de sua Clínica para o público, desde o primeiro semestre, foi o de Fonoaudiologia. Em ambas as clínicas, o atendimento à comunidade é feito por alunos do V semestre, supervisionados pelos professores dos respectivos cursos, devendo os clientes pagar pequena taxa pela prestação dos serviços.

Mais informações: Clínica de Nutrição: (11) 4366-5931

      Clínica de Fonoaudiologia: (11) 4366-5359

Mariana M. Geraldine

Jornalismo científico faz Conferência Mundial em São José dos Campos

A III Conferência Mundial de Jornalistas Científicos (WCSJ) será realizada de 24 a 27 de novembro, em São José dos Campos, SP, na Universidade do Vale do Paraíba (Univap). Dois outros eventos terão lugar na mesma data: o 7º Congresso Brasileiro de Jornalismo Científico, promovido pela ABJC (Associação Brasileira de Jornalismo Científico), e uma mostra de produtos de interesse do jornalismo científico.

Para obter mais informações, acesse www.abjc.org.br.

  Mariana M. Geraldine

 

RP EM FOCO

 

IPRA entrega prêmio internacional de relações públicas

 último dia 24 de maio, a International Public Relations Association – IPRA – anunciou os ganhadores do Golden World Awards - o principal prêmio da entidade, que prestigia os melhores programas de relações públicas do mundo.

A atividade tem crescido muito no mercado atual, o que fez com que os jurados encontrassem dificuldade para selecionar os melhores trabalhos nas 22 categorias, pois se torna tarefa onerosa aplicar critérios para a interpretação, de forma contrastante, diante de culturas e tradições de 21 países diferentes. Apesar destes contrates, as agências internacionais Golin Harris, Edelman International, Ketchum, Weber Shandwick, Manning Selva & Lee foram homenageadas pela grande quantidade de prêmios que lhes foram concedidos. Neste ano, o departamento de relações públicas da Volvo do Brasil recebeu menção honrosa pelo programa “Transitando”, voltado para a educação em segurança no trânsito.

Entre os 267 programas inscritos para esta premiação, merecem destaque alguns ganhadores: um programa da Austrália de gerenciamento de crises, um do Quênia de apoio à educação pública e um programa de suporte à UNICEF que envolve trabalho com migrantes da América Central. Para exaltar o talento dos responsáveis pelos trabalhos premiados, a IPRA entrega, no próximo dia 7 de outubro, o Grand Prize for Excellence (Grande Prêmio por Excelência), distribuído entre os ganhadores do GWA. 

 

Bruno C. Rossini

Mafra promove o I Encontro Sul-Brasileiro de Relações Públicas

Nos dias 16, 17 e 18 de outubro, acontecerá o I Encontro Sul-Brasileiro de Relações Públicas, em Mafra-SC, promovido pelo curso de Relações Públicas da Universidade do Contestado – UnC. O evento tem por objetivo congregar alunos, professores, pesquisadores e profissionais para estudo mais aprofundado das relações públicas.

Os conferencistas convidados abordarão os seguintes temas: Prof. Roberto Porto Simões: Relações Públicas - Função Política; Profa. Dra. Margarida Maria K. Kunsch: Relações Públicas na Comunicação Integrada; e a Profa. Dra. Sidinéia Gomes Freitas: Relações Públicas e Democracia.

Para obter mais informações, acesse www.mfa.unc.br

 

Mariana M. Geraldine

Relações Públicas e Cidadania

Relações Públicas passa a desfrutar de nova posição quando trabalha com programas de responsabilidade social das empresas, que assumem de modo expressivo o papel de empresas-cidadãs e de maior compromisso e abertura diante da comunidade onde se situam.

Ao trabalhar na legitimação das atividades da instituição à qual está filiado, o relcionista não está apenas agregando mais valor ao conceito da empresa ou aumentando suas vendas, mas sim exercendo suas obrigações como cidadão, pois está ajudando a melhorar o padrão de vida da comunidade onde se encontra. Apoiando programas de formação cidadã dos empregados ou produzindo eventos de cunho social, o relações- públicas contribui para conscientizar a todos, empresa e comunidade, de que há valores maiores que devem ser considerados acima do aumento do lucro.

Em suma, ao liderar programas de responsabilidade social de uma organização, o relacionista está desempenhado de maneira mais evidente seu papel de cidadão, pois demonstra que a sua empresa não apenas cumpre com leis e obrigações, mas também com seus deveres perante a sociedade.

Bruno Rossini e Daniel Kazuiti

E-book: utilizando a comunicação pela internet

A comunicação vem ganhando muito espaço, principalmente na internet. O e-book (eletronic book), ou livro eletrônico, é um dos mais poderosos métodos de promoção, geração de clientes potenciais, vendas e também de divulgação de programas de comunicação com os públicos de interesse da empresa. O uso desta nova mídia pode ser de grande utilidade para o profissional de relações públicas, pois é um recurso que está se multiplicando entre os empreendedores de negócios e relacionamentos em todo o mundo, já que seu custo é baixo e gera grande retorno.

Esta ferramenta pode ser utilizada como um método de primeiro contato com segmentos de públicos; em seguida, para instrui-los com mais precisão sobre a empresa, suas atividades e seus produtos. Bem elaborados, os e-books têm alto poder de estímulo e desperta a curiosidade dos internautas, levando-os a se aprofundar no conhecimento da empresa e a se interessar pelo que oferece, contribuindo, desta maneira, para reforçar seu conceito positivo e criar um “clima de negócios”, o que facilitará muito o desenvolvimento de outros programas institucionais e até mercadológicos.

O e-book pode ser usado por qualquer pessoa, bastando apenas “baixar” da própria internet um compilador que irá fazer tudo o que for necessário para a relativa empreitada de trabalhar a comunicação da empresa com os públicos de interesse. Detalhes podem ser encontrados em: ebook@promofor.com.br

 

Leonardo Filoso

 

O Valor do Intangível

Uma pesquisa realizada pelo Federal Reserve Board (FED) revelou que atualmente 47% do valor líquido das empresas americanas, praticamente o dobro do que há cinqüenta anos, é vinculado a valores intangíveis ou “brand equity”, conceito que expressa, sobretudo o valor do nome das empresas.

Isso reflete em uma mudança conceitual das organizações perante seus diferentes públicos no que tange a relacionamentos com a clientela, a experiência na área de atuação e reputação no mercado. O crédito é o resultado do nome construído ao longo dos anos e é o que dá garantia de entendimento entre a comunidade e a organização.

O valor intangível pelo que representa para uma organização é um item valioso, e a avaliação da “brand equity” é igualmente fundamental em áreas mais sensíveis à opinião pública, pois está envolvida com o prestígio ou a influência exercida pela empresa em seu meio social.

É aí que entra o profissional de Relações Públicas, como gestor da comunicação: atuando em uma sociedade de constantes mudanças; evitando problemas relevantes e fazendo com que as organizações tenham uma visão institucional e não só comercial de suas operações; e ainda captando, analisando e transmitindo informações de uma sociedade globalizada. 

A comunicação excelente é totalmente dirigida e desenvolvida para atender as necessidades da organização, com o objetivo de atingir o intocável como a responsabilidade social, a credibilidade, e para, obviamente, melhorar o tangível e logo aumentar as vendas de produtos e serviços.

Para manter o bom relacionamento com os públicos que determinam o conceito da organização, o prestígio decorre diretamente da credibilidade, do cuidado com a averiguação da origem de notícias, imparcialidade que obriga a ouvir todas as partes envolvidas e seriedade finalmente apresentada ao público.      

 

Fonte: www.gazetamercantil.com.br

Data do acesso: 21/08/02

                                                                                                  Guilherme Mendes e Rafael Baggio

RESENHA CRÍTICA

 

Dicionário de Comunicação

A terceira edição, revista e atualizada, do Dicionário de Comunicação, de Carlos Alberto Rabaça e Gustavo Guimarães Barbosa, busca explicar, de maneira clara, objetiva e, muitas vezes, ilustrada, os termos utilizados por estudantes e profissionais de Jornalismo, Publicidade e Propaganda, Editoração, Relações Públicas, Pesquisa, Marketing, Televisão, Rádio, Internet, Fotografia, Teatro e Cinema.

Diante das novas mídias e da inovação tecnológica, o campo da Comunicação é constantemente enriquecido por novos termos importados de outras áreas e de outras línguas, o que levou à necessidade de atualização do dicionário, editado em 1987. A nova edição traz mais de 7 mil definições e apresenta como inovação a terminologia da informática, da tecnologia digital e das telecomunicações, cujo conhecimento é indispensável para os profissionais de Comunicação.

O dicionário define conceitual e operacionalmente Relações Públicas e trata também dos principais termos utilizados pela atividade, como lobby, comunicação interna/externa, massa, multidão, público, comunicação organizacional e institucional, entre tantos outros.

Carlos Alberto Rabaça é consultor de comunicação, professor e sociólogo, pós-graduado em Comunicação Institucional pelo Center Office of Information de Londres, com ampla experiência profissional na área de Comunicação.

Gustavo Guimarães Barbosa é mestre em comunicação pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UFRJ) e consultor especializado em editoração e marketing institucional.

RABAÇA, Carlos Aberto, BARBOSA, Gustavo Guimarães. Dicionário de Comunicação. 2.ed. Rio de Janeiro: Editora Campus, 2001.

 

Mariana M. Geraldine

ARTIGO

 

Declaração oficial da Public Relations Society of Americ sobre as relações públicas

Reconhecida por sua tradição e sua respeitabilidade no mundo todo, a Associação de Relações Públicas da América produz vários documentos que enfatizam a importância e a atualidade de relações públicas. Entre eles, encontra-se sua declaração oficial em defesa da atividade e da prática profissional de relações públicas, aqui reproduzido.

 

As relações públicas ajudam nossa complexa e plural sociedade a tomar decisões e a funcionar de forma mais efetiva, ao contribuir para a mútua compreensão entre grupos e instituições. Permitem harmonizar as políticas públicas e privadas.

As relações públicas servem a uma variedade de instituições na sociedade, como empresas, sindicatos, agências públicas, fundações, hospitais e instituições educativas e religiosas. Para alcançar seus objetivos, estas instituições devem desenvolver relações efetivas com audiências ou públicos muito distintos, como empregados, sócios, consumidores, comunidades locais, acionistas e outras instituições, assim como com a sociedade em seu conjunto.

Os executivos das instituições têm que compreender a atitude e os valores de seus públicos, para poderem alcançar os objetivos da instituição. Esses objetivos dependem, por sua vez, do cenário externo. O profissional de relações públicas atua como um assessor da direção e como um mediador, contribuindo para converter as metas privadas em uma política e uma pauta de ação razoáveis e publicamente aceitáveis.

 

Como função diretiva, as relações públicas devem:

 

 

Na hora de definir e pôr em prática uma política, o profissional de relações públicas utiliza uma variedade de técnicas de comunicação e desempenha um papel de integração tanto dentro da organização como entre a organização e seu entorno externo.

 

Fábio França

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                           

Curso de Relações Públicas da Universidade Metodista de São Paulo

30 Anos

Tradição – Ética – Excelência

 

Para receber o Canal RP, envie um e-mail para

canalrp@metodista.br

 

Expediente 

O Canal RP:
informativo eletrônico produzido pelo Núcleo de Produtos e Instrumentos de Comunicação da Agência de Relações Públicas Unidade Experimental da Universidade Metodista de São Paulo (UMESP). Seu objetivo é divulgar e promover a atividade profissional, tendo como referencial a qualidade UMESP e seu curso de Relações Públicas.

Equipe de Produção

Editor: Professor Ms. Fábio França (MTB1880)
Revisão:
Professora Débora Marie Tamayose
Equipe de Redação:
Bruno Crepaldi Rossini, Daniel Kazuiti Kaga, Edson Rafael Baggio, Guilherme Mendes, Leonardo Filoso e Mariana de Marco Geraldine.
Coordenador do Núcleo de Produtos:
Prof. Ms. Fábio França CONRERP SP/PR-586.

FACULDADE DE JORNALISMO E RELAÇÕES PÚBLICAS

Diretora e Coordenadora do curso de Relações Públicas: Profa. Dra. Maria Aparecida Ferrari


E-mail: canalrp@metodista.br 

 

E-mail: agenciarp@metodista.br  

 

Este boletim é enviado para as pessoas cadastradas. Inclui indicação para ser removido. Portanto, não pode ser considerado SPAM e está de acordo com a nova legislação sobre correio eletrônico, Seção 301, Parágrafo (a)(2)(c), Decreto S.1618, Título Terceiro, aprovado pelo “105º Congresso Base das Normativas Internacionais sobre o SPAM”.

 

Para não receber mais o Canal RP, basta enviar um e-mail em branco para canalrp@metodista.br