Notícias

Conrerp entrega Prêmio Opinião Pública 2002


No último dia 2 de dezembro, o CONRERP – Conselho Regional de Relações Públicas – 2ª Região São Paulo/Paraná, em solenidade na Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo, realizou a entrega do Prêmio Opinião Pública 2002. Os vencedores desta edição foram:
Elisane Gressi
“Trilhas da Cultura – Circuito Belgo” – Fundação Belgo Mineira
Francisco Borges Alves Bueno
“Enfrentando desconfiança de vizinhos com programa diferenciado de visitas” – Klabin Celulose Riocell
Gislaine Regina Rossetti
“População debate e aprova ampliação de fábrica” – Basf S/A / CL-A – Comunicações Ltda.
Horst Richter
“Educação para o trabalho” – Volkswagen do Brasil Ltda.
Hugo Scherb
“Prêmio Personalidade Brasil – Alemanha” – Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha / LVBA – Assessoria de Comunicação e Propaganda Ltda.
Maria Alice Dalledone Machado
“Atlas de Energia Elétrica do Brasil” – ANEEL – Agência Nacional de Energia Elétrica
Roberto Constante Filho
“Lançamento da TIM Brasil S/A com tecnologia GSM no mercado brasileiro” – TIM Brasil S/A / Edelman do Brasil Ltda.
Suely A. T. Agostinho
“Cochicho da Mata” – Caterpillar Brasil Ltda.
Tânia Baitello / Tatiane Moreira Rodrigues
“FTD 100 anos” – Editora FTD
Venicius Gonçalves
“Harry Potter: Megasucesso na Imprensa” – Warner Bros. / ADS – Assessoria de Comunicações Ltda.
Foram ainda destaques:
Regina Gobbo
“Projeto Social Caloi: Faça uma criança sorrir” – Caloi Norte S/A / Ketchum Estratégia – Assessoria de Comunicação
Rosélia Celene Araújo Vianna
“Ponte do Guaíba vira estrela de cinema” – CONCEPA – Concessionária Rodovia Osório – Porto Alegre S/A
O Prêmio Opinião Pública sempre nos mostra as tendências de mercado e revela profissionais altamente talentosos para criar estratégias inovadoras, o que demonstra o crescimento da atividade de Relações Públicas.
Débora Tamayose e Bruno Rossini

Festa dos 30 anos da Comunicação Social reúne ex-alunos de Jornalismo, Publicidade e Propaganda e Relações Públicas.

A tarde do dia 23 de novembro de 2002 ficará na história da Metodista como o dia do encontro dos ex-alunos da Comunicação Social, que retornaram à universidade para comemorar os 30 anos dos cursos de jornalismo, publicidade e propaganda e relações públicas. Presença marcante foi a dos ex-diretores, ex-professores e ex-coordenadores dos de cursos da Faculdade de Comunicação Social e de muitos professores atuais, que compareceram para prestigiar seus ex-colegas do corpo docente e os ex-alunos que há muito tempo não viam.
A grande tenda armada em frente ao Salão Nobre da Metodista foi o palco da recepção e da confraternização dos amigos da Metodista. As boas-vindas foram dadas pela Vice-reitora acadêmica, Dra. Rinalva Cassiano da Silva, pelo diretor da Faculdade de Publicidade, Propaganda e Turismo, professor Dr. Paulo Rogério Tarsitano, e ainda pela diretora da Faculdade de Jornalismo e Relações Públicas, Dra. Maria Aparecida Ferrari. Alguns ex-alunos também fizeram uso da palavra para enaltecer o evento, partilhar com antigos professores e com os colegas de turma a alegria da confraternização e a excelência da Metodista. Não faltou o conjunto musical formado por alunos das primeiras turmas, que relembraram antigos tempos cantando o Hino da Metodista, composto há muitos anos pelo grupo.
O momento do coquetel foi dedicado à troca de informações e ao encontro de amigos que não se viam há muito tempo. Em seguida, os participantes do encontro puderam visitar os prédios Delta e Capa, para rever suas antigas salas de aulas e mais ainda: as novidades introduzidas nos laboratórios, nos estúdios e nos núcleos das Agências Experimentais.
Do ponto de vista acadêmico, o evento foi marcado pelo lançamento de duas obras: os livros Relações Públicas na Umesp: 30 anos de história, de autoria do professor João Evangelista Teixeira, e Jornalismo na Metodista, trinta anos em muitas vozes, organizado pelo professor Herom Vargas.

O Canal RP ouviu ex-alunos de Relações Públicas
Foi em clima de festa que o Canal RP entrevistou diversos ex-alunos do curso de Relações Públicas, para relatar aqui algumas manifestações que recebeu.
“Foi interessante rever pessoas daquela época e conversar sobre a área”, disse Rita Helena Elias Nicolielo, que se formou em 1977 e enfatizou que a Metodista é até hoje bem conceituada no mercado, além de afirmar que a formação que recebeu lhe permitiu desenvolver com sucesso sua vida profissional e trabalhar em grandes empresas.
Paulo Prado, da turma de 1982, destacou: “A Metodista sempre primou pela formação moderna. Tanto é que, quando me formei, era a única faculdade que tinha estúdios de TV em cores, ninguém mais tinha. E de lá para cá, ela continua à frente na área de comunicação, estando sempre na liderança”. Sobre o encontro com os amigos da época, disse que estava muito feliz e passara por grande ansiedade, esperando-o, chegando ao ponto de anotar em todos os lugares de sua casa a data tão esperada.
Presença marcante no encontro foi a da professora Dra. Margarida M. Kunsch, que atuou na Metodista de 78 a 89 como coordenadora do curso de Relações Públicas. Ao comentar a festa dos 30 anos, disse: “Eu acho o evento muito importante, pois se deve registrar que já formou muitos profissionais que estão no mercado atualmente. Posso falar que meus ex-alunos estão muito bem, ocupando funções de diretores, gerentes de comunicação ou atuando como empresários do setor. Esses fatos demonstram que o curso da Metodista tem credibilidade e, sem dúvida, esta é uma das melhores Faculdades de Comunicação do país”.
Os ex-alunos concluíram que um dos capítulos mais importantes de suas histórias foram os tempos de Faculdade e querem continuar a manter contato com ela, por isso, esperam ser novamente convidados para mais um encontro.

Colaboraram: Guilherme Mendes, Rafael Baggio, Isabella Hespanha e Fabiana Rossi

Lançamento de dois livros comemoram a história da comunicação na Universidade Metodista

No planejamento da comemoração dos 30 anos dos cursos de Jornalismo, Publicidade e Propaganda e Relações Públicas, a decisão de se editar a história da comunicação na Universidade foi considerada exponencial. Pela tradição e pela excelência de seus cursos, a Metodista não poderia deixar de brindar seus ex-alunos e ao mercado com relatos de como transcorreram os 30 anos de luta para a criação, o desenvolvimento e a constante atualização dos cursos da área de Comunicação Social. O objetivo foi cumprido. No dia 23 de novembro, data do encontro dos ex-alunos, ex-diretores e ex-professores da UMESP, foram lançados os livros Jornalismo, trinta anos de muitas vozes e Relações Públicas na Umesp – 30 anos de história.
Trinta anos de muitas vozes
O primeiro livro procura mostrar ao leitor a história progressiva de um dos mais tradicionais cursos da UMESP. Por meio de uma narração crítica e atenta aos detalhes, o Prof. Herom Vargas, organizador da obra, e seus colaboradores traçam a cronologia do curso, mesclando-a com fatos da história local e nacional que influenciaram os professores, os alunos e os perfis da produção jornalística de suas respectivas épocas. A proposta é fazer um resgate estratégico da memória do curso, com depoimentos que dão “alma” ao texto, alma esta que o professor acredita ser a cara que o curso forjou no seu dia-a-dia ao longo desses 30 anos. O autor conseguiu narrar uma história acadêmica como verdadeiro entretenimento, oferecendo ao leitor uma obra de agradável leitura. O livro é recomendado a todos que convivem ou conviveram no mundo das Comunicações na Universidade Metodista de São Paulo neste período.

Relações Públicas – trinta anos de história
Escrito para marcar os 30 anos do Curso de Relações Públicas, o segundo livro, Relações Públicas na UMESP, trinta anos de história, não é a pura e simples narrativa cronológica de fatos. O autor, professor João Evangelista Teixeira, amparado pela sabedoria dos mestres da comunidade Metodista, que fundaram essa instituição, e pela contribuição dos colegas de magistério e companheiros de profissão, que se dedicam ao estudo e à pesquisa da ciência da comunicação, apresenta ao leitor uma proposta de reflexão sobre o passado, o presente e, principalmente, o futuro das Relações Públicas no Brasil, como ciência e profissão e como importante capítulo da história contemporânea brasileira.
E por ter o curso evoluído em sentido paralelo ao da própria profissão, o autor buscou identificar, nas vicissitudes por ela vividas nas três últimas décadas, uma segunda oportunidade de reflexão em torno das questões a ela relacionadas, tanto em sua consolidação como ciência da comunicação, quanto em sua dimensão prática, discutindo os paradigmas que, em cada etapa histórica, se impuseram como determinantes do direcionamento de seu exercício.
Os dois livros são da Editora Metodista e podem ser encontrados na Livraria Direta, telefone 4366-5537 E-mail: editora@metodista.br
Bruno Rossini e João Evangelista Teixeira

Artigo

Conrerp define funções de Relações Públicas

A Resolução Normativa nº 43, de 24 de agosto de 2002, publicada no DOU, nº 209, Seção 1, 28 de outubro de 2002, define as funções e atividades privativas dos profissionais de Relações Públicas.
Em sua primeira parte, a Resolução fundamenta-se na legislação que regulamenta a atividade profissional de Relações Públicas, dedica-se à definição de vários conceitos ligados à comunicação, à pesquisa, à auditoria e às funções de Relações Públicas. Como premissa, dispõe que “Todas as ações de uma organização de qualquer natureza no sentido de estabelecer e manter, pela comunicação, a compreensão mútua com seus públicos são consideradas de Relações Públicas e, portanto, não se subordinam a nenhuma outra área ou segmento” (Art. 1º, & 1º).
E no mesmo artigo, parágrafo 2º, estabelece que “Relações Públicas são definidas como uma filosofia administrativa organizacional, com funções administrativas de direção e de comunicação, independentemente de nomenclaturas de cargos e funções que venham a ser adotadas”.
O autor da Resolução define o que entende por comunicação estratégica, dirigida e integrada; em seguida, o que é organização e empresa; para depois se dedicar aos conceitos de comunicação institucional, corporativa, organizacional, política ou cívica. Aborda, na seqüência, o que é pesquisa, pesquisa de opinião e auditoria de opinião, de imagem, de clima e perfil organizacional.
Após essa longa introdução, a Resolução define em quatro tópicos quais são as funções privativas da atividade profissional de Relações Públicas. Devido à sua extensão, os principais pontos vão resumidos a seguir.
No primeiro ponto, abordam-se as funções de elaboração, coordenação, implantação, supervisão e avaliação de atividades de planejamento da comunicação, campanhas institucionais, produção de material institucional, relacionamento com a imprensa, produção de meios audiovisuais, eletrônicos e de informática, produção de vídeos e filmes institucionais, organização de programas de visitas e de exposições de interesse da organização.
O segundo ponto trata da coordenação e do planejamento de pesquisas de opinião pública para fins institucionais e de auditorias e pesquisa de imagem, de clima e de perfil organizacional.
No terceiro tópico, encontram-se as atividades de magistério, supervisão de estágios, coordenação de agência modelo.
O quarto ponto aborda as atividades de relacionamento da organização com seus públicos, relação com o governo, definição de políticas de relações públicas para a organização, aplicação de Códigos de Ética, criação de eventos, exercício de relações governamentais, lobby e cerimonial.
Para bem se inteirar do conteúdo da Resolução, é preciso estudá-la por completo, com atenção.
Fábio França

 

 

Expediente

O Canal RP: informativo eletrônico produzido pelo Núcleo de Produtos e Instrumentos de Comunicação da Agência de Relações Públicas Unidade Experimental da Universidade Metodista de São Paulo (UMESP). Seu objetivo é divulgar e promover a atividade profissional, tendo como referencial a qualidade UMESP e seu curso de Relações Públicas.


Equipe de Produção


Editor: Professor Ms. Fábio França (MTB1880)
Revisão: Professora Ms. Débora Marie Tamayose
Equipe de Redação: Bruno Crepaldi Rossini, Daniel Kazuiti Kaga, Edson Rafael Baggio, Fabiana Rossi, Guilherme Mendes, Isabella Lopes H. de Freitas, Leonardo Filoso e Rogério G. de Oliveira
Coordenador do Núcleo de Produtos: Prof. Ms. Fábio França CONRERP SP/PR-586
FACULDADE DE JORNALISMO E RELAÇÕES PÚBLICAS
Diretora e Coordenadora do curso de Relações Públicas: Profa. Dra. Maria Aparecida Ferrari

E-mail: canalrp@metodista.br

E-mail: agenciarp@metodista.br