nº 67 - 06/12/2003
 

Notícias

FELIZ NATAL

Ao final de 2003, a equipe do Canal RP deseja a todos um Feliz Natal e um próspero Ano Novo cheio de saúde, paz e felicidade.
Avisamos aos nossos leitores que esta é a nossa última edição deste ano. Após o período de férias, retornaremos na primeira quinzena de fevereiro de 2004. Até lá!

 

Dia Nacional de Relações Públicas

Cumprimentamos os profissionais de Relações Públicas de todo Brasil fazendo votos para que comemorem com alegria o seu dia e valorizem com orgulho a sua profissão.

Núcleo de Produtos e Instrumentos de Comunicação

Projetos Experimentais 2003

Entre os dias 24 de novembro e 01 de dezembro foram feitas as apresentações dos Projetos Experimentais de Relações Públicas da Universidade Metodista de São Paulo. Ao todo foram 11 equipes que defenderam seus trabalhos diante de uma banca examinadora constituída expressamente para a avaliação dos projetos. Na bancas, além dos professores orientadores dos projetos, de professores do curso, fazem parte um profissional convidado e o representante do cliente de cada Agência.
Os três melhores projetos são depois avaliados em solenidade especial, por uma nova banca composta por três profissionais do mercado mais o professor orientador de cada grupo para a definição da colocação dos três primeiros lugares. A equipe que tiver seu projeto colocado em primeiro lugar receberá o “Prêmio Talento Metodista” em reconhecimento de seu sucesso acadêmico.
Nesta mesma solenidade é entregue também o “Prêmio Dr. Cândido Teobaldo de Souza Andrade”, que é concedido ao aluno que obtiver a maior nota em todo o decorrer dos quatro anos do curso de Relações Públicas. Como prêmio, em 2003, o ganhador receberá uma bolsa de estudo da Berlitz, outra da ABERJE, além de uma coleção dos livros publicados pelo Dr. Teobaldo, instituído há dois anos pelo curso de Relações Públicas.
Os alunos do VII semestre, turno matutino, apresentaram seu Anteprojeto a pré-banca I, instituída para analisar o projeto iniciante e orientar seu desenvolvimento no VIII semestre. Ao todo, foram cinco apresentações.

Juliana Samezima – I Semestre

 

Prêmio Cândido Teobaldo

No dia 5 de dezembro, a FAJORP – Faculdade de Jornalismo e Relações Públicas – da UMESP – Universidade Metodista de São Paulo, estará premiando o melhor Projeto Experimental de Relações Públicas do semestre com o Prêmio Talento Metodista e o melhor aluno da turma com o Prêmio Dr. Cândido Teobaldo de Souza Andrade.
Os dois prêmios foram criados com o intuito de reconhecer a qualidade dos trabalhos e valorizar o desempenho dos alunos durante todo o curso.
Serão classificados três Projetos Experimentais para etapa final. O melhor desses, receberá o Troféu Talento Metodista.
Para receber o prêmio Dr. Cândido Teobaldo, o aluno deve ter as maiores notas da turma e não ter feito nenhuma “dependência” durante o curso.
A cerimônia de apresentação e premiação é aberta ao público e aos familiares dos alunos e será realizada no auditório Sigma, da universidade.

Talita Mendes – II Semestre



Aproveite as férias e prepare-se!

Faz parte da vida de um profissional uma busca incansável pelo aperfeiçoamento, especialização, ampliação de seus conhecimentos para estar sempre atualizado em condições de desempenhar com sucesso sua profissão.
Para proporcionar oportunidades a seus alunos, a Metodista realiza no mês de janeiro diversos cursos direcionados para Propaganda e Marketing, Comunicação, Informática, Eventos Empresariais, Planejamento Estratégico de Comunicação Integrada e Comunicação Interna nas empresas.
Você pode encontrar mais informações nos sites www.metodista.br, para os cursos de férias da Metodista e www.espm.br, para os cursos da ESPM.
Aperfeiçoe-se durante seu período de férias e aproveite para ampliar seus conhecimentos em sua área.

Amanda Falchetti – IV Semestre
Tharcila Tecchio - II Semestre


 

RP on line

Relações Públicas é tema de artigo da Folha

De acordo com artigo publicado neste último domingo na Folha de São Paulo, os profissionais da comunicação que almejam um destaque no mercado devem recorrer a áreas que não sejam tão concorridas.
Muitas das atividades da comunicação são de responsabilidade de profissionais que atuam nos bastidores, como é o caso das Relações Públicas. Ainda de acordo com o jornal, o crescimento da profissão no mercado é evidente, pois as empresas estão, cada vez mais, entendendo a necessidade de se comunicar com a sociedade e buscando ser transparentes com a mesma. Prova disso é o número de assessorias de imprensa e relações públicas, que, só na cidade de São Paulo, atinge a marca de duas mil.
Segundo o Professor Dr. Fábio França, o mercado estará cada vez mais aberto para as Relações Públicas na medida em que os profissionais se fizerem valer pela sua função de gestores de relacionamentos e pela visão que as empresas tiverem deles em relação ao que podem contribuir para elas.

Amanda Falchetti IV Semestre

 

 

 

Artigo

Eventos internacionais discutem identidade
“latino-americana” para as Relações Públicas

Dois eventos internacionais foram realizados nas cidades de São Paulo e Londrina, Paraná, no segundo semestre de 2002, para discutir uma identidade própria para as Relações Públicas latino-americanas. Isso demonstra que existe uma preocupação, tanto por parte dos pesquisadores como dos profissionais de mercado, de iniciar um debate sobre a existência ou não de características próprias que identifiquem a prática das Relações Públicas nos países da América Latina.

Esse movimento que acaba de iniciar-se no Brasil, já foi deflagrado na Europa há alguns anos. Pesquisadores europeus de 25 países desenvolveram um estudo chamado EBOK (European Body of Knowledge on Public Relations) com o objetivo de descobrir se existem características européias próprias que definem a maneira de praticar as Relações Públicas.

A grande questão que paira no ar é a seguinte: será que podemos identificar características latino-americanas na prática das Relações Públicas em nossos países? Os eventos que se sucederam provaram que existe “uma luz no final do túnel”, ou seja, existem práticas tipicamente locais porque essas são influenciadas pela cultura nacional e, conseqüentemente, pela cultura organizacional.

No mês de setembro foi realizado o 1º Seminário Interamericano de Comunicação Estratégica e Responsabilidade Social, que contou com a presença de representantes da CONFIARP (Confederação latino-americana de Relações Públicas) de países como Uruguai, Chile, Argentina e Cuba e de executivos de Relações Públicas de empresas brasileiras.

O segundo evento, I Congresso Mercosul de Relações Públicas, ocorreu na cidade de Londrina, Paraná e contou com representantes da ALARP (Associação Latino Americana de Relações Públicas) com representantes de Paraguai, Uruguai, Chile, Argentina e do Brasil.

Em ambos eventos o tema central foi a importância do desenvolvimento de pesquisas para chegar a definir uma identidade latino-americana da atividade de Relações Públicas. Vale destacar que a presença do Brasil foi marcante nos dois eventos, mostrando sua superioridade tanto no desenvolvimento de pesquisas quanto na qualidade de nossos cursos de graduação e pós-graduação na área de Relações Públicas. Portanto, é notório que nossos vizinhos e agora parceiros no tratado do Mercosul têm muito a aprender com a experiência brasileira.

Em primeiro lugar porque o Brasil foi o grande pioneiro tanto na prática como no ensino das Relações Públicas nas América Latina e Central. O primeiro departamento de Relações Públicas foi instalado na cidade de São Paulo, em 1914, pela famosa The São Paulo Tranway. Quanto à formação universitária também fomos os precursores dos cursos superiores de Relações Públicas, em 1967, na então Escola de Comunicações e Artes, da Universidade de São Paulo.

Por outro lado, no Paraguai, Uruguai, Argentina e Chile, a prática das Relações Públicas é recente, ainda pouco estruturada e sem a presença marcante das associações da categoria para legitimar junto à sociedade a importância da atividade profissional. A formação universitária carece de cursos superiores com excelência e, portanto, a bibliografia, na sua grande maioria é formada por textos estrangeiros que não estão adaptados às realidades locais.

Segundo a professora Maria Aparecida Ferrari que esteve participando de ambos eventos, o atual momento é vital para as Relações Públicas quando afirmou que “não podemos perder a oportunidade que nos apresenta o contexto atual. Temos que partir para ações práticas que nos permitam, a curto prazo estabelecer parcerias entre universidades e instituições como a CONFIARP, o SINPRORP e o CONFERP para desenvolvermos pesquisas que permitam fornecer elementos para praticarmos as Relações Públicas ‘latino-americanas’ e também de divulgar conhecimentos e práticas brasileiras para nossos irmãos do Mercosul”.

A visão de futuro já está sendo praticada pela UMESP com a publicação no número 39, da revista Comunicação e Sociedade, produzido pelo programa de pós-graduação em Comunicação da Metodista, que apresenta um “dossiê” sobre as Relações Públicas Contemporâneas. Nessa coletânea estão alguns dos mais atuais e contemporâneas visões de Relações Públicas. Também contamos com um artigo escrito por Van Ruller e Vercic que explicam o estudo EBOK que foi realizado na Europa com o objetivo de identificar as características européias das Relações Públicas.

O curso de Relações Públicas da UMESP acaba de concluir sua pesquisa sobre o “Mapeamento das Relações Públicas no Brasil” e o próximo passo é partir para uma análise latino-americana das Relações Públicas. “Nossa meta é sermos reconhecidos como um curso de excelência, que une a pesquisa, a extensão e o ensino por meio de atividades que tragam novos paradigmas para serem conquistados”.

Professora Dra. Maria Aparecida Ferrari
 

Equipe de Produção

 

Editor: Professor Ms. Fábio França (MTB1880)
Revisão: Professora João E. Teixeira.
Equipe de Redação: Amanda Falchetti, Juliana Samezima, Leonardo Godoy, Priscila Delgado Martins, Talita Mendes e Tharcila Tecchio.
Estagiária Responsável: Priscila Delgado Martins
Coordenador do Núcleo de Produtos: Prof. Ms. Fábio França CONRERP SP/PR-586

FACULDADE DE JORNALISMO E RELAÇÕES PÚBLICAS
Diretora e Coordenadora do curso de Relações Públicas:
Profa. Dra. Maria Aparecida Ferrari

 

E-mail: canalrp@metodista.br

E-mail: agenciarp@metodista.br

Este boletim é enviado para as pessoas cadastradas. Inclui indicação para ser removido. Portanto, não pode ser considerado SPAM e está de acordo com a nova legislação sobre correio eletrônico, Seção 301, Parágrafo (a)(2)(c), Decreto S.1618, Título Terceiro, aprovado pelo “105º Congresso Base das Normativas Internacionais sobre o SPAM”.

Para não receber mais o Canal RP, basta enviar um e-mail em branco para canalrp@metodista.br

 

Expediente

 

O Canal RP: informativo eletrônico produzido pelo Núcleo de Produtos e Instrumentos de Comunicação da Agência de Relações Públicas Unidade Experimental da Universidade Metodista de São Paulo (UMESP). Seu objetivo é divulgar e promover a atividade profissional, tendo como referencial a qualidade UMESP e seu curso de Relações Públicas.